Salvador tecnológica

Posted on Updated on

Em busca de soluções inovadoras para a gestão pública na capital baiana, a Prefeitura da capital baiana lançou o programa Pitch Salvador. Desenvolvido pela Secretaria Municipal de Gestão (Semge), a iniciativa integra o programa Salvador 360, eixo Cidade Inteligente, e tem como objetivo selecionar startups de todo o Brasil, através de chamamento público, para aprimorar e dinamizar os serviços oferecidos à população. Para participar do Pitch Salvador, as startups devem estar juridicamente constituídas, ou seja, ter Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) ativo, além de possuir uma solução pronta que se adeque aos desafios propostos pela Prefeitura.

No total, são 37 desafios, distribuídos em três áreas: Educação, com 16 desafios; Saúde, com 12; e Assistência Social, com nove. As propostas podem conter, por exemplo, sistemas que integrem informações sobre o histórico escolar dos alunos; o acompanhamento da situação dos moradores de rua; e a marcação de consultas através do meio online.

O Pitch Salvador conta com cinco etapas. A inscrição online segue até o dia 15 de abril, no site www.pitch.salvador.ba.gov.br. Nesse endereço, as startups poderão realizar o cadastro e escolher qual ou quais os desafios têm interesse em participar. A segunda etapa consiste na pré-seleção das startups, com base nos critérios estabelecidos no edital de chamamento público. Até cinco soluções poderão concorrer ao mesmo desafio proposto.

Já a terceira fase, que acontece de 21 a 23 de maio, é de apresentação das soluções, pré-selecionadas em modelo pitch. Essa etapa consiste em mostrar o produto em até cinco minutos para a comissão julgadora, composta pela Comitê de Inovação da Prefeitura Municipal de Salvador, com um representante da Semge e uma indicação de cada secretaria participante. A quarta fase, e a mais esperada pelas startups que participarão dessa seleção, é a divulgação do resultado no dia 30 de maio. A lista com as vencedoras será publicada no Diário Oficial no Munícipio (DOM).

Na quinta fase, a solução será testada por 180 dias. A intenção é que, neste período, as soluções possam demonstrar eficiência e aplicabilidade dentro da realidade das secretarias municipais de Saúde (SMS), Educação (Smed), Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps). Após comprovar o êxito em cumprir o desafio, a startup receberá da Prefeitura o atestado de Capacidade Técnica, finalizando assim o ciclo do Programa Pitch Salvador.

O Pitch Salvador visa a proporcionar trocas de experiência entre o poder público e o setor tecnológico, tendo em vista que as soluções selecionadas serão testadas pela Prefeitura Municipal de Salvador nas áreas de saúde, educação e assistência social, o que vai dar um maior “know-how” às startups. Durante os 180 dias em que elas estarão no ambiente de testes, as empresas terão uma maior visibilidade, poderão aprimorar os negócios, assim como atrair investidores e agentes de fomento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.