Setor metalomecânico ganha expressão na pauta da exportação cearense

Posted on Updated on

Mais da metade (54,4%) da pauta exportadora cearense nos três primeiros meses deste ano foi contemplada pelo setor de metalomecânico. A informação é do estudo Ceará em Comex, do Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec).

No período analisado, foram vendidos para o exterior US$ 266,1 milhões em produtos metalúrgicos, valor 9,4% menor do que o do mesmo período do ano passado. Com referência às importações do setor no primeiro trimestre, o decréscimo foi de 4,6% entre 2017 e 2018, atingindo US$ 105,9 milhões. A balança comercial do setor registrou superávit significativo de US$ 160,2 milhões.

O Ceará tem a nona posição no ranking dos principais estados exportadores do setor metalomecânico, a mesma de fevereiro. Sobre os destinos do metal cearense, diferentemente do que se temia com a movimentação causada pelas tarifas norte-americanas, as exportações para os Estados Unidos aumentaram 43,8% entre 2017 e 2018, e passaram de US$ 51,9 milhões nos dois primeiros meses desse ano, para US$ 78,6 milhões no acumulado até março.

A Alemanha merece o destaque por ter crescido suas compras do produto cearense em 707,5%, ficando em terceiro lugar nessa lista com US$ 42,1 milhões. A China se mantem como principal fornecedor do setor para o Ceará. Apesar da queda de 24%, foi importado do país no primeiro trimestre desse ano US$ 42,5 milhões.