Conferência da Terra recebe inscrições de trabalhos até hoje

Posted on Updated on

O prazo para envio de trabalhos para a 7ª Conferência da Terra, evento técnico-científico que discutirá produção, consumo e poluição, de 6 a 10 de novembro, na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), termina hoje (terça-feira, 31.7.2018).

Artigos completos, para apresentação e publicação, devem ser enviados por e-mail, segundo as normas da comissão científica. Trabalhos produzidos por estudantes de Ensino Básico, Técnico ou Graduação devem conter o nome do(a) orientador(a). Só será aceito um trabalho por participante.

A lista dos artigos aprovados tem sido atualizada semanalmente, no site do evento. A relação definitiva será divulgada a partir de 5 de agosto. Todos os artigos selecionados serão publicados em e-book, com identificação numérica do sistema International Standard Book Number (ISBN).

Para efetuar a submissão, é preciso preencher o formulário e enviá-lo com os comprovantes de pagamento da taxa de inscrição e de vínculo institucional. O investimento é de R$ 170 para estudantes, de R$ 220 para professor do Ensino Básico e pós-graduandos e de R$ 260 para profissionais.

Coordenada por Marçal de Queiroz Paulo, professor do Departamento de Química da UFPB, a conferência de 2018 tem foco no controle da produção agrícola e industrial, no disciplinamento do consumo de bens e artigos poluentes e na redução da degradação dos solos, das águas e dos ares, de modo a preservar a biodiversidade e propiciar um mundo mais saudável para a vida vegetal, animal e humana.

Segundo a comissão organizadora, o evento segue o preceito da Assembleia da ONU para o Meio Ambiente, realizada em dezembro de 2017, em Nairob, Quênia, que deliberou pelo fim da poluição no planeta. De acordo com a ONU, a poluição do ar compromete a saúde de 1,49 bilhão de pessoas, 480 mil quilômetros das costas litorâneas estão contaminadas e as perdas no bem estar humano somam mais de 4,6 trilhões de dólares ao ano, sendo estimados 18,6 bilhões de dólares para o custeio de pesquisas e o desenvolvimento de programas inovadores.

Veja mais neste link.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.