Cultura: grupos de Coco se apresentam em espaço do BNB em Juazeiro do Norte

Posted on Updated on

Os grupos Coco Frei Damião e Guerreiro Joana D’Arc da Mestra Margarida levarão suas tradicionais música e dança ao Centro Cultural Banco do Nordeste Cariri, nesta sexta-feira, 31, às 18h30. Os artistas fazem apresentações de coco, ritmo tradicional nordestino, originado pela união entre as cultura africana e indígena.

O grupo Coco Frei Damião é composto somente por mulheres e existe há 12 anos. É uma herança cultural do Mestre Tio Dunízio, que veio de Alagoas e casou-se com a tia-avó da Mestra Marinêz. A matriarca decidiu acompanhar a tradição do coco e os membros apresentam-se com suas roupas multicoloridas em festas e eventos no Ceará e em outros Estados. As músicas cantadas e dançadas narram histórias da vida sertaneja.

Guerreiro de Joana D’Arc foi criado pela mestra da cultura Margarida Guerreiro. Na década de 1920, sua família deixou Maceió (AL) e partiu em romaria para Juazeiro do Norte. Nessa época, com oito anos de idade, a moça de voz grave já amava as brincadeiras de cultura popular, como coco, guerreiro e reisado. Aos 15 anos, Dona Margarida fundou o grupo. Atualmente, Guerreiro de Joana D’Arc é composto por dezenove pessoas, com apenas um homem, neto da fundadora.

As apresentações integram atividades do Arte sem Fronteiras, programa criado com objetivo de oportunizar encontros, incentivar o diálogo entre artistas, produtores e pensadores que atuam na chamada cena alternativa independente e underground.

Deixe uma resposta