Temer vai ao mundo-cão dominical e só diz o óbvio

Posted on Updated on

Da Agência Brasil, com texto de Paulo Victor Chagas:

O presidente Michel Temer disse neste domingo (2.8) que vai colaborar com o próximo governo eleito durante o período de transição e que será “inevitável” ao próximo presidente, seja ele quem for, promover uma reforma da Previdência. O presidente falou sobre os assuntos em entrevista ao programa Agora é Domingo, apresentado por José Luiz Datena na Rede Bandeirantes.

*** *** ***

Deve-se observar que a visita de Temer ao mundo-cão dos domingos – um programa desqualificado em conteúdo e forma, oportunista e de retórica cansada e cansativa – exala o odor que permeia integralmente o pastiche de governo que ele faz, resultado de um golpe parlamentar e institucional que ele urdiu aliado aos grupos mais rancorosos e retrógrados da cena nacional.

E deve-se notar também que nada mais é um do que uma obrigação legal do Presidente da República contribuir com a transição entre gestões – não em nome dele ou de um eventual desprendimento, mas em nome da Constituição Federal, a mais elevada documentação dos interesses dos brasileiros.

*** *** ***

Mais da Agência Brasil:

Segundo o presidente, o apoio na transição será dado independentemente do candidato que vencer as eleições de outubro. “Não tenha dúvida, vou colocar todo o aparelho governamental para fazer transição, seja eleito quem for. Porque esta é a obrigação que a Constituição nos determina”, afirmou.

Michel Temer também considerou “inevitável” que o próximo presidente tenha que fazer uma reforma da Previdência. “Não há governo que chegue ao poder agora que não tenha que fazer a reforma”, disse, complementando que, devido às eleições, o assunto saiu da pauta legislativa, mas não saiu da pauta política.

Ao ser perguntado sobre as denúncias contra seu governo feitas pelos empresários Joesley e Wesley Batista, Temer criticou os autores da acusação e disse que as gravações prejudicaram a aprovação de medidas econômicas importantes. 

Deixe uma resposta