Sindiconfecções homenageia apoiadores

Posted on Updated on

Em reconhecimento aos serviços prestados ao setor de confecções do Ceará, o Sindicato das Indústrias de Confecções de Roupas e Chapéus de Senhoras no Estado do Ceará (SindConfecções) promove hoje (terça-feira, 6/11), às 19h, na sede da Fiec, a entrega da Comenda Beni Veras 2018.

Este ano os homenageados serão o presidente da Fiec, Beto Studart; o diretor técnico do Sebrae, Alci Porto; Cláudio Silveira, criador do Dragão Fashion; e Rodrigo Lima, da Nayane Rodrigues Lingerie, como confeccionista do ano.

A comenda Beni Veras é concedida, anualmente, pelo Sindiconfecções, como reconhecimento a personalidades que apoiam o desenvolvimento do setor da moda do Estado. A Medalha é uma alusão ao ex-governador Beni Veras que, além da carreira política, teve atuação importante no setor de confecções do estado, tendo passado por empresas como Guararapes, Saronord e Confex. Também foi empresário do ramo, além de senador pelo Ceará (1991/1999), ministro do Planejamento no período de março de 1994 a janeiro de 1995 no governo Itamar Franco e vice-governador do estado do Ceará (1999-2003), na terceira gestão de Tasso Jereissati, tendo assumido o governo no período de 5 de abril de 2002 a 1° de janeiro de 2003.

O Sindconfecções é um dos 40 sindicatos patronais ligados à Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), que congrega diversos segmentos produtivos industriais. A Fiec é uma impulsionadora do desenvolvimento social e econômico do Estado, estimulando a competitividade, gerando novos negócios e fortalecendo vínculos institucionais.

Ex-governador do Ceará, Benedito Clayton Veras Alcântara, conhecido como Beni Veras, nasceu em Crateús no dia 18 de agosto de 1935 e, além da carreira política, teve atuação importante no setor de confecções do estado, tendo passado por empresas como Guararapes, Saronord e Confex. Ainda como empresário, dirigiu o Centro Industrial do Ceará (CIC), no período em que grupo de lideranças deu início ao processo de mudanças no Ceará. Exerceu também os cargos de senador pelo Ceará (1991/1999), de ministro do Planejamento no período de março de 1994 a janeiro de 1995 no governo Itamar Franco e de vice-governador do estado do Ceará (1999-2003), na terceira gestão de Tasso Jereissati. Com a renúncia do governador, assumiu o governo no período de 5 de abril de 2002 a 1° de janeiro de 2003.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.