Intenção de investimentos alcança o maior valor desde 2013, afirma Fiec

Posted on Updated on

A Sondagem Industrial de novembro, do Observatório da Indústria da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), feita em parceria com a Confederação Nacional da Indústria, revela queda dos principais indicadores de atividade do setor industrial cearense. No entanto, o empresariado apresenta expectativas positivas para o primeiro semestre de 2019, com destaque para a intenção de investimentos produtivos.

Em novembro, a indústria cearense apresentou contração na produção e operou com capacidade abaixo do patamar usual para o mês. Em consonância com a queda da atividade, observou-se também redução no quadro de funcionários do setor industrial. Por fim, os estoques de manufaturados situaram-se dentro do patamar planejado para o mês.

Apesar da retração da atividade industrial em novembro, as expectativas do empresariado cearense são positivas. Os industriais projetam cenário de crescimento durante o primeiro semestre de 2019 para a demanda e exportações de manufaturados. No entanto, as perspectivas não sinalizam expansão no quadro de funcionários da indústria cearense e nem aumento das compras de matérias-primas e insumos.

A pesquisa destaca a intenção de investimentos no Ceará de 65,1 pontos em dezembro, registrando o terceiro mês de alta e alcançando o maior valor observado desde dezembro de 2013. Além de revelar forte perspectiva para a realização de novos investimentos no setor produtivo para os próximos meses, o registro também demonstra o retorno do índice aos patamares anteriores à crise econômica, reforçando a expectativa de plena recuperação dos investimentos em 2019.

Deixe uma resposta