Servidores de Caucaia (CE) terão reajuste de 3,75%

Posted on Updated on

A Mesa Municipal de Negociação Permanente (MNNP) de Caucaia (Ceará) definiu que será de 3,75% o reajuste do funcionalismo público local. Formado pela alta cúpula fiscal da Prefeitura e por representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindsep), o grupo se reuniu no gabinete do prefeito Naumi Amorim.

O índice será encaminhado pelo Poder Executivo em forma de mensagem à Câmara Municipal de Caucaia. Caberá aos vereadores a aprovação do reajuste, que deve tramitar em caráter extraordinário e em regime de urgência para ser publicado no Diário Oficial do Município e, assim, entrar em vigor.

Segundo o titular da Secretaria Municipal de Finanças, Planejamento e Orçamento (Sefin), Marcus Mota, é fundamental que o tempo de tramitação da matéria seja o menor possível para a gestão ter condições logísticas junto aos operadores financeiros de conceder o reajuste ainda na folha referente ao mês de janeiro.

“Não tenham dúvidas”, disse ele aos sindicalistas, “de que a gente queria dar mais do que esses 3,75%. A posição do prefeito sempre foi a mesma e muito clara: o que puder dar para o servidor, é para dar. Então, se não estamos concedendo desta vez é por impossibilidade financeira.”

Marcus lembrou que inúmeros municípios cearenses estão com dificuldades de honrar compromissos financeiros. E que são recorrentes os episódios de atraso e até de não pagamento de salários, situações nunca registradas na atual gestão de Caucaia.

“Nesses dois anos da administração do prefeito Naumi, o salário foi pago dentro do mês corrente em 22 meses. Apenas em dois meses o dinheiro saiu no começo do mês seguinte, mas ainda dentro da margem do quinto dia útil. Ou seja: nós não atrasamos pagamentos. Temos feito tudo com muita responsabilidade até aqui e vamos continuar desta forma”, pontuou o secretário de finanças.

O reajuste de 3,75% não se aplicará aos professores. A categoria tem direito a índice diferenciado, que será discutido em outro momento, após a conclusão do estudo de impacto no erário.

Deixe uma resposta