“Sabemos que Lula é perseguido”, diz Guilherme

Posted on Updated on

No uso da tribuna da Câmara Municipal de Fortaleza pela liderança da Oposição, o vereador Guilherme Sampaio (PT) questionou a lisura da sentença da juíza substituta Gabriela Hardt na ação contra o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva na reforma de um sítio em Atibaia (SP). Para o parlamentar, a forma como o caso vem sendo tratado mostra uma distorção do papel do Judiciário, classificando a condenação como de 12 anos e 11 meses proferida pela juíza como um “absurdo jurídico”.

“A segunda vez que Lula é condenado por um imóvel que não é dele. Um absurdo jurídico , decisão que chega a ser patética. Nós não vamos nos calar enquanto Lula não estiver livre”, ressaltou Guilherme Sampaio.

O parlamentar falou ainda da relação da decisão em meio a indicação do nome do ex-presidente Lula para receber o Prêmio Nobel da Paz, em que o nome do militante foi endossado por 500 mil pessoas. O momento vivido por Lula, como aponta Guilherme Sampaio, foi um golpe contra o trabalhador, fazendo referência a Reforma da Previdência que o Governo do presidente Bolsonaro vai apresentar.

O vereador Ronivaldo Maia (PT), em parte, reafirmou a luta de Lula pela garantia de direitos a população. “Nós sabemos que o Lula é perseguido. A elite não tolerou repartir as riquezas com o povo”, apontou.

Deixe uma resposta