Governo do Ceará entrega 1,439 mil títulos de regularização fundiária em Trairi

Posted on Updated on

Trairi, município no litoral oeste do Ceará, recebeu a visita de comitiva do Governo do Ceará. O secretário de Relações Institucionais da Casa Civil, Nelson Martins, representando o governador do Ceará, Camilo Santana (PT); o secretário Executivo de Planejamento e Gestão Interna da SDA, José Leite, representando o secretário do Desenvolvimento Agrário (SDA), De Assis Diniz, e o superintendente do Instituto do Desenvolvimento Agrário do Ceará (Idace), José Wilson Gonçalves, participaram da entrega de 1.439 títulos de propriedade rural do Programa de Regularização Fundiária.

“Estamos retomando, por orientação do governador Camilo Santana, as solenidades no interior do estado. Não só as solenidades de inauguração de areninhas, de Centros de Educação Infantil, de Sistemas de Abastecimento D’água, como também a entrega de títulos de Regularização Fundiária”, ressaltou Nelson Martins.

“A entrega dos documentos é muito importante porque vai dar a posse da terra ao agricultor e à agricultora familiar. A terra pode ficar para os seus filhos e seus netos. Esse produtores rurais terão acesso aos bancos e aos créditos, para melhorar a sua produção”, concluiu.

Segundo José Leite, a SDA foi construída, voltada para o benefício do homem do campo, do agricultor familiar. “Lembremos que esse Programa de Regularização Fundiária nasceu na gestão do então secretário da SDA, Camilo Santana. Era sabido que os nossos agricultores familiares não tinham acesso às políticas sociais e às linhas de crédito, porque muitos tinham a posse, mas não tinham o título da terra. Essa é uma preocupação desde aquela época”, destacou.

Em 2019, o Idace estima entregar mais de 20 mil títulos de imóveis rurais, nos 104 municípios trabalhados desde a implantação do Programa, em 2007. Em 2018 foram entregues 11.377 títulos, em 84 municípios.

De 2015 a 2018 (primeiro mandato do governador Camilo Santana), mais de 26 mil agricultores receberam os títulos definitivos de posse da terra, beneficiando cerca de 30 mil famílias.

Deixe uma resposta