Automação: o futuro das profissões em xeque

Posted on Updated on

Fruto de discussões, reflexões e debates, a automação das profissões é um assunto que reverbera e levanta muitos questionamentos sobre o futuro do mercado de trabalho. A pesquisa mais recente, realizada por Acadêmicos da Universidade Federal de Brasília (Unb), aponta que 54% dos trabalhos formais no Brasil estão ameaçados pela substituição de máquinas até 2026. De acordo com Claudio Riccioppo, especialista em recolocação profissional e fundador da Employability, os trabalhadores que souberem desenvolver sua empregabilidade terão uma larga vantagem com essa mudança de cenário.

Claudio Riccioppo – fundador da Employability – afirma que o grande segredo para afastar o desemprego é desenvolver a empregabilidade diariamente

“Nenhuma indústria está imune a realidade da automação e o que os profissionais podem e devem fazer é desenvolver, diariamente, o que chamamos de empregabilidade – a habilidade de conseguir emprego e renda, sem precisar de um único empregador específico, é ter as rédeas do jogo do emprego em suas mãos, é poder escolher além de ser escolhido por oportunidades profissionais” explica Ricciopo.

Por essa razão, Riccioppo separou 4 dicas de como desenvolver a empregabilidade e se preparar para o futuro da automação. Confira:

  1. Atenção às demandas do empregador:

Em um universo de milhares de profissionais disputando uma vaga de emprego é de suma importância que o candidato tenha a preocupação de adaptar o currículo aos pré requisitos do anúncio, ou seja, montar seus resultados obtidos e atividades desenvolvidas paralelamente às reais necessidades do contratante para que este entenda que você é o perfil encaixado para a posição.

2. Boa Comunicação Digital é obrigatório

Ter um perfil campeão no LinkedIn já não é mais um diferencial e sim um pré requisito para ser combativo no processo de busca pelas melhores oportunidades de trabalho, além de ser de suma importância a preocupação com o S.E.O. (search engine optimization ou Otimização de Mecanismo de Busca) que nada mais é do que  técnicas utilizadas para ser melhor ranqueado nos mecanismos de buscas e estando mais facilmente encontrado por selecionadores.

3. Causar boa impressão no primeiro contato

Conhecer de Técnicas de entrevistas e negociação salarial também é de fundamental importância pois não há uma segunda chance para causar uma boa primeira impressão, a maior parte dos profissionais ao não serem mais contactados pela empresa não sabem o porque deixaram de seguir com seu perfil no processo, este conhecimento permite com que o avaliado possa pensar com a mente do selecionador estando a frente dos fatos para uma melhor performance na apresentação.

4. Não atire para todos os lados

Saber se divulgar é uma arte, a panfletagem de currículos é muito comum no mercado, acreditar que quanto mais currículos são enviados mais chances você terá é um erro enorme, além disso chegará o tempo onde as empresas não mais anunciarão as suas vagas de emprego e sim irão buscar soluções para os seus problemas, investir desde já na criação de uma marca profissional principalmente no universo digital é estar a frente dos acontecimentos, a criação de uma vídeo apresentação no youtube por exemplo para constar o link em seu linkedIn e em um cartão de visitas é por exemplo uma estratégia certeira para potencializar a empregabilidade.  

Deixe uma resposta