Ex-tarifários beneficiam segmento de maquinários para confecção

Posted on Updated on

No dia 28 de fevereiro de 2019 foram publicados no Diário Oficial da União, na portaria 220 da SECINT (Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais), dois ex-tarifários que haviam sido protocolados em agosto e setembro do ano passado, que beneficiam o setor de confecção.

Os ex-tarifários 8452.29.24 Ex 002 – Máquinas para costurar tecido, de costura reta, não automáticas, com rotação igual ou inferior a 2.000rpm; e 8452.29.25 Ex 004 – Máquinas galoneiras acima de 5.000rpm, reduzem até 30 de dezembro de 2020 o imposto de importação dessas máquinas de 10% para 0%. Essa foi mais uma conquista da ABRAMACO (Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos para Confecção).

“Após mais de seis meses aguardando a transição dos governos, o nosso setor será beneficiado com esta redução de imposto, pleiteada pela ABRAMACO no ano passado”, comemora Paulo Kang, presidente da ABRAMACO e diretor da GGTech Sistemas.

A redução do imposto impactará positivamente no setor de confecção.

Sobre a Abramaco

A Abramaco – Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos para Confecção foi fundada em 1999 por iniciativa de um grupo de empresários do setor de máquinas e equipamentos para a indústria de confecção, que almejavam uma entidade dedicada especificamente ao setor.

Constituída para fins de estudo, coordenação, debates, proteção e representação legal da categoria econômica e de cada um dos seus associados, a Abramaco tem como objetivo atuar em favor do fortalecimento da Indústria Nacional através da colaboração com os poderes públicos e as demais associações da Cadeia Têxtil e de Confecção.

Entre os trabalhos desenvolvidos pela associação estão: a criação e renovação de ex-tarifários para redução do imposto de importação para as máquinas e equipamentos que não possuem produção nacional; cadastro de máquinas e equipamentos sem similar nacional para venda através do Cartão BNDES, com valor especial para associados; envio mensal das estatísticas de importação de máquinas, peças e equipamentos e dos informes econômicos do setor têxtil e de confecção; envio semanal de newsletter com assuntos de interesse do setor; parcerias que trazem descontos especiais e facilidades aos associados; apoio em feiras e eventos; participação e representatividade do setor no Comtêxtil (Comitê da Cadeia Produtiva da Indústria Têxtil, Confecção e Vestuário)da FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo); palestras e cursos gratuitos para os associados; e assessoria em assuntos específicos, como Inmetro, NR-12, assuntos jurídicos entre outros temas.

Deixe uma resposta