A importância de terceirizar serviços de recuperação de créditos para empresas

Posted on Updated on

Artigo de Sidney Almeida, mestre em Administração de Empresas, especialista em Marketing e profissional que conta com uma sólida trajetória de mais de 35 anos no setor de cobrança empresarial, tendo portanto grande renome no mercado e experiência, o que o coloca entre os grandes especialistas em questões ligadas à recuperação de créditos entre Pessoas Jurídicas (PJ). Empreendedor, preside a Hold Brasil, uma das cinco maiores empresas do segmento no país e mantém o blog Cobrança Justa. Tem sua trajetória reconhecida nacionalmente, mas principalmente nos mercados do Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Ceará e Pernambuco.

A atividade de cobrança empresarial, mesmo amigável, demanda um elevado custo para as empresas pois requer profissionais especializados ou dedicados, abrange diversas despesas diárias ou periódicas como internet, telefonia, correios, transportes de documentos e leva tempo, às vezes muito tempo, recaindo sobre a máxima: “Time is Money”.

Nesses tempos em que falamos muito de cortes de custos inteligentes, é necessário também lembrar que um custo devidamente “aparado”, pode fazer sobrar um dinheiro em caixa para reinvestir. Ao buscar uma empresa especializada em recuperação de crédito e terceirizar o serviço de cobrança, o empresário arca só com a prestação deste serviço que contrata, o que certamente será menos dispendioso e deixará seus funcionários com tempo “livre” para se dedicar às suas atividades principais e ao foco do negócio.

Mesmo uma empresa que possui um serviço interno de cobrança, (isso, aliás, ao meu ver, é um luxo nos tempos atuais), nem sempre tem profissionais totalmente ou exclusivamente dedicados a esta função. Em contrapartida, manter colaboradores especializados e dedicados a essa atividade, que requer muito preparo e expertise, é um custo altíssimo para qualquer empresa e, ao final das negociações, geralmente a conta não fechará, se formos comparar o salário anual destes colaboradores com o valor do título ou dos títulos recuperados.

Defendo sempre a contratação/terceirização do serviço de cobrança empresarial, que além de tempo e foco, requer astúcia, sensibilidade, estratégia, “visão” e muita expertise, pois acredito que o força de uma empresa precisa estar sempre na linha de frente, mirado para a prospecção, para as vendas, para os clientes e para suas atividades principais.

Além disso, há mais vantagens que elenco a seguir: A “impessoalidade”, por exemplo, fomentada pela cobrança realizada por terceiros é extremamente saudável para todos os envolvidos, pois isso impede o desgaste das parcerias e relações comerciais já estabelecidas. Ou seja, as inadimplências serão cobradas sem que todo o “calor” entre as áreas comerciais seja “resfriado”.

A condução de um processo de cobrança, ainda que amistosa, pode ser muito desgastante, e esse leve atrito, por menor que seja, pode gerar afastamento, cancelamentos de contratos ou não renovações, impactando muito no faturamento futuro. Não estamos em época de perder clientes ou de ficar buscando fornecedores e arriscando a qualidade dos nossos produtos ou serviços. Claro que sempre é preferível ter um bom pagador, mas é melhor ter um mal pagador do que não ter pagador nenhum.

Deixando sua cobrança com quem é especialista no assunto, com mais habilidade, é possível até mesmo aproximar ainda mais a sua empresa de seus parceiros ou clientes. Estamos em um cenário de negócios escassos, portanto, a cobrança deve ser feita com sangue frio, sem pé no peito, de maneira adequada para chegar a um desfecho positivo do negócio.

Na investida em cima do devedor, muitas vezes, o credor, no afã de “precisar” receber, pode exagerar na abordagem e criar um atrito totalmente dispensável. Ao terceirizar um serviço de cobrança, o empreendedor sai do papel de “cobrador” e deixa nas mãos de um negociador capacitado, um problema que a partir de então será mais facilmente solucionado, e além disso, sua chance de receber de maneira amigável aumenta, à medida em que o risco de ter que arcar com custas de processos judiciais, diminui.

Por fim, mas não menos importante: Ao procurar terceirizar esse serviço, não esqueça de buscar o auxílio de quem está no mercado há muito tempo. No cotidiano de uma empresa que tem tradição e especialização na recuperação de crédito, sempre há um banco de dados com o histórico e os “hábitos” de muitos CNPJs inadimplentes, em que é possível saber para quantos credores uma pessoa jurídica deve, quantos títulos, em quais praças e quais as importâncias. Essas informações são geridas de forma sigilosa pela empresa especializada em recuperação de crédito, mas para o negociador, ter essas cartas à mão, é um grande diferencial para o sucesso ao fim do “jogo”.

Deixe uma resposta