Comércio avalia perspectivas econômicas e desafios no 35º CNSE

Posted on Updated on

Com mercados cada vez mais dinâmicos, a longevidade das empresas depende de muitos fatores, incluindo questões internas e externas aos negócios. As entidades sindicais têm um papel importante nesse contexto, mantendo-se atentas às transformações que podem influenciar os resultados do setor. Com essa perspectiva, a 35ª edição do Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais do Comércio de Bens, Serviços e Turismo incluiu em sua programação diversos temas que envolvem o presente e o futuro das empresas do setor.

O cenário econômico incerto que o país vem enfrentando nos últimos anos, com a lenta recuperação da crise econômica, tem consequências diretas para o comércio. Para este ano, os empresários mostram-se otimistas. Em fevereiro, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) da CNC apontou que 95,3% dos empresários pesquisados esperam uma melhora nas condições econômicas do País nos próximos meses. Essa relação entre os sinais da economia nacional e o que o setor pode esperar será tema do debate Perspectiva da Economia com Foco no Comercio e Serviços.

Outro fator que causa prejuízos generalizados é a pirataria. De acordo com o Fórum Nacional Contra a Pirataria (FNCP), formado por de 30 entidades que combatem a ilegalidade, as empresas e o governo no Brasil perderam, ao todo, R$ 146,3 bilhões por causa da pirataria em 2017. Levantamentos de consultorias como a MUSO (Reino Unido) e a Tru Optik (EUA) apontam que o país é um dos que mais consome pirataria no mundo. A Pirataria e os Danos Causados ao Comércio é um tema que também será debatido no congresso.

Liderar efetivamente as equipes está entre os principais desafios de qualquer negócio. Por isso, o congresso terá uma apresentação com o tema Liderança de Atitude. Na ocasião, será abordada a questão de como gerenciar, motivar e alavancar equipes para atingir e manter as metas em um negócio que trabalha para crescer.

Na palestra Desafios do Varejo do Futuro, os congressistas serão convidados a pensar sobre as inovações que já estão transformando as relações entre clientes e empresas no comércio. Com tantas mudanças na tecnologia e nos hábitos de consumo, estar bem preparado para as novas formas de atender o público é um passo muito importante para manter a competitividade dos negócios.

O 35º CNSE acontece entre os dias 15 e 17 de maio, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza. Realizado pela Fecomércio-CE em parceria com o Sindilojas Fortaleza, o encontro reunirá empresários e diretores de sindicatos do setor de todo o País para discutir questões importantes para o desenvolvimento dessas atividades.

Deixe uma resposta