Reciclagem é tema de iniciativa a ser lançada hoje em Fortaleza

Posted on Updated on

Unir ações que viabilizem a reciclagem de resíduos sólidos urbanos, reduzindo assim o volume de materiais que seriam destinados aos aterros e, em paralelo, criar condições para a melhoria das condições de trabalho e qualidade de vida dos catadores de materiais recicláveis.

Em síntese, esta é a proposta do programa “Dê a mão para o futuro”, criado pela ABIHPEC – Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos,que será lançado oficialmente, em Fortaleza, hoje (4 de abril) na sede do IAPS – Instituto de Assistência e Proteção Social. Vale ressaltar que já ocorreram etapas preliminares do programa junto às associações no ano de 2018, para possibilitar o aumento do volume de recicláveis nas suas operações.

No evento, que contará com as presenças de organizações, representantes de grandes condomínios e empresas locais, será apresentado o planejamento, as metas e as próximas ações do “Dê a mão para o futuro” para melhorar o trabalho dos catadores de materiais recicláveis e aprimorar a coleta seletiva na região.

Um destaque do lançamento será a aula de educação ambiental que Dona Francinete Cabral, 75 anos – integrante da Associação SOCRELP e trabalhando como catadora há 25 anos – dará para crianças e jovens alunos do IAPS.Dona Francinete ensinará sobre a separação correta do lixo e de como aquele material chega até os catadores como ela. Vale ressaltar a SOCRELP é uma das primeiras cooperativas organizadas a trabalhar com a coleta seletiva no Brasil.

Metas – Em Fortaleza, a coordenação do projetotrabalha com três organizações de recicláveis parceiras (Socrelp, Rosa Virginia e Reciclando), reunindo 48 catadores, que recolhem material em cerca de 200 organizações como empresas, órgãos públicos, hotéis e condomínios, totalizando cerca de 100 toneladas/mês de lixo reaproveitável.

Com a implementação do “Dê a mão para o Futuro” em Fortaleza, o objetivo é aumentar o número de catadores para 60, além de ampliar a quantidade de organizações atendidas para 250. Além disso, com melhoria das condições e capacitação dessa mão de obra, a expectativa é que os rendimentos dos catadores também aumentem, passando dos R$ 600,00 (média) atuais para R$ 1.200,00.

Ações práticas – A primeira grande açãodo “Dê a mão para o Futuro” para possibilitar o aumento do material reciclável destinado para as associações ocorrerá dia 05 de abril, no condomínio Malaga (localizado no bairro de Parque Del Sol), em Fortaleza. A coordenação do projeto e os catadores realizarão um processo de capacitação com a equipe de limpeza e moradores interessados em participar deste momento. Em seguida, grupos de catadores baterão de porta em porta dos cerca de 320 apartamentos, para orientar os condôminos sobre a coleta seletiva e a importância da reciclagem e entregar o material da campanha.

Além do trabalho realizado no Edifício Malaga, o “Dê a mão para o futuro” prevê ainda, nos próximos meses, implementar a coleta seletiva no IAPS e em mais 20 condomínios, além de  fortalecer e aprimorar a coleta seletiva em outros grandes geradores de resíduos como o Aeroporto Internacional Pinto Martins,  de Fortaleza.

Deixe uma resposta