Cresce a busca por intercâmbio para estudantes juniores

Posted on Updated on

Atualmente, ter domínio de uma língua além da materna, faz parte da formação de uma criança desde os primeiros anos. Sendo com escolas bilingues ou oportunidades promovidas pelos pais que já pensam em um futuro repleto de oportunidades. Pensando nessas oportunidades, a NR Intercâmbio, empresa referência no Brasil em viagens ao exterior, com especialistas capacitados para auxiliar crianças, jovens e adultos, aposta em uma vivência de intercâmbio que une educação, viagem e desenvolvimento humano. Atualmente os intercambistas juniores representam 90% na fatia de faturamento da NR Intercâmbio.

Para Maria Victoria Barros e Kito Vivolo, diretores da NR Intercâmbio, o impacto educacional que uma temporada no exterior proporciona para uma criança ou um adolescente é uma experiência que garantirá frutos para a vida toda. “Nos últimos anos é nítida a procura de oportunidades de cursos no exterior, ensino médio ou até cursos em faculdades fora do Brasil por pais que querem que os filhos tenham uma experiência vivencial e independente desde cedo. Antigamente víamos esse mercado começar a ter evidência para adolescentes já chegando a fase adulta. Hoje já vemos uma procura maior para crianças e adolescentes na faixa etária entre 9 a 13 anos”, comenta Maria Victoria.

O Brasil é um dos maiores exportadores de intercambistas do mundo. Segundo uma pesquisa da Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio (Belta), o mercado brasileiro de educação estrangeira cresceu 23%, em 2017, e alcançou a marca inédita de 302 mil estudantes. Um número interessante visto que, globalmente, a procura dessas oportunidades por estudantes juniores também está em constante crescimento. “De acordo com a Study Travel Magazine houve 113% de aumento no número de estudantes juniores globalmente entre 2012 e 2017. Esse crescimento se dá por que empresas como a NR Intercâmbio permitem oferecer experiências transformadoras para os alunos pensando em oportunidades para cada faixa etária”, enfatiza Vivolo.

Esse vai ser um ano promissor para a NR Intercâmbio com um crescimento de mais de 20% em relação a 2018. Embora a preferência por países já consagrados como Estados Unidos e Canadá continue em evidência, destinos menos convencionais para crianças e jovens têm ganhado relevância, como a Inglaterra, por exemplo. “Esse ano a procura por cursos na Inglaterra para estudantes juniores cresceu bastante. A gente acredita que pode ter sido em razão do casamento real ano passado e do lançamento do filme do Queen, deixando o destino em evidência! No geral, referências culturais influenciam a escolha por determinados países”, conclui Maria Victoria.

Deixe uma resposta