Semana da Biodiversidade é celebrada no Ceará

Posted on Updated on

O relatório da Plataforma Intergovernamental de Políticas Científicas sobre Biodiversidade e Serviços de Ecossistema (IPBES), da Organização das Nações Unidas (ONU), acaba de informar ao mundo que “um milhão de espécies de animais e plantas estão ameaçadas de extinção”. E o que nos cabe diante de tão impactantes números? “Pensar global e agir local”, responde Dóris Santos, da Coordenadoria de Biodiversidade (Cobio), da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA). Ela está à frente da Semana da Biodiversidade 2019, uma realização do Governo do Estado, por meio da SEMA/Cobio, e que acontece de hoje (19.5) ao próximo dia 26, envolvendo todas as unidades de conservação (UCs) estaduais.

Em 22 de maio celebra-se o Dia Internacional da Biodiversidade. Nas ações deste ano, a Cobio vai contemplar os Resíduos Sólidos, tema que a SEMA escolheu para trabalhar no decorrer de 2019. Segundo Dóris, adotar hábitos sustentáveis no dia-a-dia, como praticar a coleta seletiva, ajuda a reduzir os impactos ambientais, sociais e econômicos que uma sociedade provoca ao meio ambiente natural e consequentemente à biodiversidade. “Vamos fazer a nossa parte e conscientizar a sociedade local de forma a contribuir para a melhoria contínua da gestão dos resíduos e consequente preservação das nossas espécies”, afirma.

De acordo com a ONU, a cada ano estamos jogando até 13 milhões de toneladas de plástico nos oceanos. Para o titular da SEMA, Artur Bruno, a afirmação só confirma a nossa cultura do descartável. “Portanto, a Semana da Biodiversidade 2019 é uma boa oportunidade para lidar com a questão dos resíduos e para lembramos que no meio ambiente tudo está interligado”, disse. Diminuir o uso de copos descartáveis, por exemplo, já traz um imenso benefício para a natureza, uma vez que os plásticos matam milhares de animais e poluem o meio ambiente. “Evitar ‘rebolar o lixo no mato’ é uma forma de conservar a nossa biodiversidade”, destaca.

Com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a questão e celebrar a diversidade biológica no Ceará, a Cobio e suas células de Gestão das Unidades de Conservação (Ceguc), de Conservação da Diversidade Biológica (Cedib) e de Políticas de Fauna e Flora (Ceflor), elaboraram uma extensa programação. De acordo com a coordenadora da Cobio, atividades como observação de pássaros, trilhas, oficinas, doação de mudas, limpeza de praia e cinema ambiental entre outras, acontecerão em vinte UCs. “Teremos pelo menos uma ação por dia em cada área protegida”, encerra Dóris. Confira a programação distribuída em vinte UC www.sema.ce.gov.br  

Dia da Biodiversidade e ODS

O Dia Internacional da Biodiversidade, comemorado em 22 de maio, foi instituído pela ONU em 1992 e tem como objetivo “conscientizar a população sobre a importância de proteger e conservar a diversidade biológica”. O secretário Artur Bruno destaca a relevância do tema que está entre os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). “O Objetivo 15 – Vida Terrestre é voltada à proteção, recuperação e promoção do uso sustentável dos ecossistemas terrestres, bem como a gestão sustentável das florestas, combate a desertificação, e reversão da degradação da Terra”, explica. Os ODS compõem a Agenda Global da ONU para 2030. Trata-se de um plano de ação para as pessoas, o planeta.

Deixe uma resposta