O que uma apresentação visualmente rica pode fazer pela sua empresa

Posted on Updated on

A comunicação visual, como o próprio nome já sugere, é a transmissão de uma mensagem através de elementos visuais. Para as empresas, um dos mais importantes caminhos para levar o negócio ao sucesso é exatamente o de comunicá-lo da maneira correta. Para isso, transmitir uma informação textual acompanhada de elementos visuais torna-se mais atrativo e tem um maior poder de informar e persuadir as pessoas, sendo mais eficaz do que apenas o uso da escrita, uma vez que as informações visuais atingem o receptor instantaneamente, diferente das informações textuais que precisam ser lidas e interpretadas. 

Dependendo da situação, é possível até dispensar o uso de um texto descritivo ou de uma legenda, como é o caso das sinalizações de trânsito que se utilizam de semáforos, faixas pintadas no asfalto, além de placas apenas com setas ou pictogramas. 

“Uma apresentação visualmente rica tem o poder de comunicar melhor, aumentar o engajamento, hierarquizar as informações, conectar ideias e conceitos, proporcionar associação de conhecimentos e aumentar em até seis vezes o entendimento e a assimilação. Hoje em dia, uma das principais barreiras é tempo disponível, e a linguagem visual faz a diferença em conseguir explicar as informações de forma rápida e fácil de ser assimilada”, afirma Renato Gangoni, CEO da Visual Insight Studio. 

Pesquisa

O processo de visualização da informação é uma ferramenta poderosa nos dias de hoje. Pesquisas científicas, como Chandler and Sweller (1992), Voguel (1986), e Oppenheim et al. (1981) apontam para a seguinte conclusão: as pessoas acham mais fácil e efetivo a comunicação que combina imagens e textos. Quando aplicada à linguagem visual em uma apresentação empresarial é possível obter: 

– Poder de convencimento 43% maior

– Respostas corretas aumentadas em 42%

– Respostas mais rápidas em 13%

– Consenso entre grupos 36% maior

– Reuniões 28% mais rápidas

Imagina o tempo economizado em reuniões quando aumentamos o consenso entre grupo em 36% e 28% em reuniões?

Deixe uma resposta