Fintech brasileira de pagamentos espera crescer dez vezes com estrutura de nuvem da Amazon Web Services

Posted on Updated on

A fintech Zoop, uma plataforma para serviços financeiros e meios de pagamentos que tem como clientes empresas como iFood, Avec e Sympla, mira crescer dez vezes o volume financeiro transacionado em 2019 utilizando tecnologias da Amazon Web Services. A companhia já nasceu praticamente na nuvem da AWS e recebeu, em sua fundação, US$ 100 mil de incentivo em serviços para serem utilizados entre 2017 e 2018. O investimento ajudou a Zoop a crescer mais de 4.000% no último ano.

Para obter o investimento inicial necessário para iniciar toda a operação na nuvem, a Zoop participou do programa AWS Activate, que oferece créditos para startups promissoras no mercado, auxiliando na fase de crescimento exponencial dos primeiros anos. 

Na visão do Diretor de Marketing da Zoop, Daniel Teixeira, o programa ofereceu a segurança para crescer exponencialmente na etapa mais importante da startup, já que a opção de servidores físicos próprios tornaria o investimento inviável e limitado. Ele explica que um dos maiores desafios das fintechs de meios de pagamento é justamente o cuidado necessário para crescer de forma escalável e com ferramentas que se adaptem às necessidades de segurança, legislação e tecnologia desse mercado, independentemente dos picos de demanda. 

Impacto da nuvem

Entre os principais motivos da escolha pela AWS está a segurança dos dados, já que a provedora é certificada pelos padrões de segurança PCI DSS. A certificação é imprescindível para o mercado de fintechs e outras empresas que armazenam, processam ou transmitem dados do titular do cartão ou dados que dependam de autenticação, como ocorre com comerciantes, processadores, compradores, emissores e fornecedores de serviços. 

Outra preocupação da Zoop é a escalabilidade na contração de armazenamento, processamento e toda a gama de ferramentas de analytics, Inteligência Artificial e outros, de acordo com o volume e as necessidades dos clientes, inclusive para suportar de forma dinâmica os horários de pico na utilização dos serviços. Um exemplo disso são os altos volumes nos finais de semana, causados pelo aumento na demanda por serviços de salão de beleza e entrega de comida. Para evitar surpresas, uma das ferramentas utilizadas é o EC2 Auto Scaling da AWS, que, ao notar um aumento da demanda, se adequa automaticamente. 

Atualmente, a empresa utiliza também serviços como AWS RDS, para bancos de dados; Amazon S3, para armazenamento; e Amazon Virtual Private Cloud (VPC), para segurança. De acordo com Rodrigo Miranda, CTO e cofundador da Zoop, os próximos passos são utilizar o machine learning para prever fraudes, além da tecnologia Amazon Glacier para armazenagem de dados bancários por longos períodos. 

“A Zoop tem feito para o segmento de meios de pagamento e serviços financeiros algo similar ao que a Amazon fez para a computação em nuvem com o desenvolvimento da AWS, democratizando e o acesso à infraestrutura tecnológica”, diz Teixeira. “Qualquer parceiro Zoop pode criar sua própria solução de pagamentos e oferecer serviços financeiros de maneira segura, flexível, altamente escalável e de baixo custo, sem se preocupar com todo o arcabouço regulatório, legal e tecnológico”.

Impacto da nuvem

Entre os principais motivos da escolha pela AWS está a segurança dos dados, já que a provedora é certificada pelos padrões de segurança PCI DSS. A certificação é imprescindível para o mercado de fintechs e outras empresas que armazenam, processam ou transmitem dados do titular do cartão ou dados que dependam de autenticação, como ocorre com comerciantes, processadores, compradores, emissores e fornecedores de serviços. 

Outra preocupação da Zoop é a escalabilidade na contração de armazenamento, processamento e toda a gama de ferramentas de analytics, Inteligência Artificial e outros, de acordo com o volume e as necessidades dos clientes, inclusive para suportar de forma dinâmica os horários de pico na utilização dos serviços. Um exemplo disso são os altos volumes nos finais de semana, causados pelo aumento na demanda por serviços de salão de beleza e entrega de comida. Para evitar surpresas, uma das ferramentas utilizadas é o EC2 Auto Scaling da AWS, que, ao notar um aumento da demanda, se adequa automaticamente. 

Atualmente, a empresa utiliza também serviços como AWS RDS, para bancos de dados; Amazon S3, para armazenamento; e Amazon Virtual Private Cloud (VPC), para segurança. De acordo com Rodrigo Miranda, CTO e cofundador da Zoop, os próximos passos são utilizar o machine learning para prever fraudes, além da tecnologia Amazon Glacier para armazenagem de dados bancários por longos períodos. 

“A Zoop tem feito para o segmento de meios de pagamento e serviços financeiros algo similar ao que a Amazon fez para a computação em nuvem com o desenvolvimento da AWS, democratizando e o acesso à infraestrutura tecnológica”, diz Teixeira. “Qualquer parceiro Zoop pode criar sua própria solução de pagamentos e oferecer serviços financeiros de maneira segura, flexível, altamente escalável e de baixo custo, sem se preocupar com todo o arcabouço regulatório, legal e tecnológico”.

Deixe uma resposta