Comissão debate ingerência do governo em instituições de produção científica e de dados

Posted on Updated on

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público agendou para hoje (27.08) audiência sobre a ingerência do Poder Executivo nas instituições de produção científica de dados. O requerimento para o debate é da presidente da comissão, deputada Professora Marcivânia (PCdoB-AP).

Ela argumenta que a adoção de políticas públicas por qualquer governo democrático deve se apoiar em base sólida, provida por estudos técnicos e científicos de caráter apartidário. Marcivânia destacou ainda recentes episódios que motivaram a realização do debate na comissão:

“Alterações do questionário do Censo 2019; embargo do 3º levantamento nacional sobre o uso de drogas pela população brasileira, realizado pela Fiocruz; a nomeação de reitores universitários em discordância com a indicação do colegiado universitário; o desmonte de políticas públicas na área ambiental e de segurança alimentar, desconsiderando relevantes estudos científicos sobre o tema”, enumerou.

Foram convidados para o debate:

  • representantes da Casa Civil e do Ministério da Economia;
  • presidente do BNDES, Gustavo Montezano;
  • o presidente da Associação Nacional dos Servidores do Ipea, José Celso Cardoso Jr.;
  • representante do sindicato dos trabalhadores do IBGE (ASSIBGE) Dione Conceição de Oliveira;
  • vice-presidente da associação dos funcionários do BNDES (AFBNDES), Arthur Koblitz.

A audiência pública ocorre às 14 horas desta terça-feira, no plenário 12. O evento terá transmissão interativa.

Deixe uma resposta