Empresária destaca os cinco temores que todo empreendedor deve perder

Posted on Updated on

Pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor), realizada em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), indica que cerca de 52 milhões de brasileiros em idade produtiva estavam envolvidos com alguma atividade empreendedora no ano passado. A pesquisa mostra que a taxa total de empreendedorismo, que reúne novos empreendedores e donos de negócios já estabelecidos, chegou a 38%.

Mas, ainda sim, o empreendedor lida com muitas questões até que seu negócio consiga de fato sair do papel e dar lucro. Segundo o IBGE, 60% das empresas fecham as portas após cinco anos de atividade. “Falta de planejamento, falta de capital, decisões precipitadas, burocracia, concorrência, enfim, tudo isso pode levar o negócio à falência.”, pontua a empresária da marca Francisca Joias, Sabrina Nunes (foto), que já faliu três vezes.

A empreendedora ainda destaca que o medo, o desconhecimento de mercado e a falta de prática/execução das ideias são fatores que podem e levam à falência do negócio. Pensando nisso, Sabrina Nunes listou alguns medos recorrentes dos empreendedores e como controlá-los.

1.Pessoas mais preparadas que você
No decorrer da nossa vida vão existir pessoas que sabem mais e pessoas que sabem menos que você. É normal. Possivelmente, se alguém está mais preparado é porque começou antes ou estudou mais.
O que fazer a respeito disso? Simples, aprenda com essas pessoas. Dessa forma, você cresce cada vez mais e também poderá servir de exemplo para outros empreendedores que ainda irão começar a caminhada do empreendedorismo.

  1. Pedir ajuda ou dizer que não sabe
    A gente só consegue aprender se pedirmos ajuda. Não é feio, muito menos humilhante, reconhecer que você não sabe nada sobre determinado assunto. Ninguém sabe tudo. Lembre-se: Não existe pergunta idiota.
    Peça ajuda para profissionais que sabem mais que você, invista em cursos e palestras, leia livros sobre o determinado assunto. Seja você empreendedor ou não, nunca deixe de estudar e se aperfeiçoar.
  2. Arriscar
    Já dizia o ditado “quem não arrisca não petisca” e é realmente isso. Claro, você não deve sair apostando em tudo o que vê pela frente. Analise os dados, faça uma lista dos prós e contras de cada situação, mas, não deixe de arriscar.
    Às vezes, não arriscamos porque temos medo de perder dinheiro e, no final, estamos perdendo mais dinheiro não arriscando.
  3. Mostrar sua paixão
    Todo trabalho feito com amor e dedicação trará bons frutos. Se você escolheu empreender naquilo que você ama, não tenha medo de mostrar o seu trabalho. Quanto mais você falar com paixão sobre aquilo que você faz, mais admiradores você ganha. Não tenha medo de se mostrar para o mundo.
  4. Cometer erros
    Todo mundo comete erros. Logo, empreendedores não estão livres disso, nem os grandes e muito menos os pequenos. Errar faz parte da caminhada empreendedora, por isso não tenha medo. O mais importante é sempre transformar os erros em aprendizados, afinal, é exatamente essa a função deles.

Deixe uma resposta