60% dos lojistas virtuais buscam capacitação por meio de cursos na internet e webinários

Posted on Updated on

Outubro é considerado o mês do empreendedor e conta com diversas campanhas, ações e feiras sobre negócios e empreendedorismo. No dia 5 foi celebrado o Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa, também conhecido como “Dia do Empreendedor”, data criada para homenagear o Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte.

Segundo mapeamento da Loja Integrada – plataforma para criação de lojas virtuais mais popular do brasil – só em 2018 cerca de 49% dos brasileiros  que abriram uma loja virtual eram funcionários CLTs e deixaram suas carreiras de lado para se tornar empreendedor digital. Só na plataforma foram criadas quase 500 mil lojas virtuais em 2018, uma média de 870 novas lojas abertas por dia em todo o Brasil.

Para Alfredo Soares, especialista em comércio eletrônico e autor do livro #BoraVender, a profissão vendedor digital está cada vez mais aprimorada. O vendedor do futuro é o cara que se planeja, que usa a tecnologia a favor e que faz acontecer. “Acreditamos que a nossa missão é democratizar o empreendedorismo digital no Brasil por meio de educação no e-commerce. Queremos, acima de tudo, levar acesso à educação de qualidade voltada para o e-commerce, de forma objetiva, didática e gratuita”, comenta.


Ainda de acordo com pesquisa, os empreendedores digitais buscam cada vez mais informações e novas formas de profissionalizar seus negócios: 18% frequentam palestras, cursos e workshops presenciais voltados diretamente para o comércio eletrônico; e 60% participam de cursos na internet sobre empreendedorismo.

A Escola Bora Vender (www.escolaboravender.com.br), por exemplo, é uma iniciativa que visa democratizar o acesso à educação voltada para o e-commerce, de forma objetiva, didática e gratuita. A plataforma já tem mais de 920 alunos digitais que acessaram os cursos e conteúdos da plataforma só este ano. 

Deixe uma resposta