Demanda por Crédito do Consumidor avançou 4% em setembro

Posted on Updated on

A Demanda por Crédito do Consumidor avançou 4% em setembro na comparação com agosto, já descontadas as influências sazonais, de acordo com dados nacionais da Boa Vista. Na comparação com setembro de 2018, o indicador subiu 5,9%. Já no acumulado em 12 meses, registrou alta de 4,5%. Considerando os segmentos que compõem o indicador, o Financeiro apresentou elevação de 4,4% no mês. O segmento Não Financeiro, por sua vez, avançou 3,7% na mesma base de comparação.

A trajetória do indicador acumulado em 12 meses mostra certa estabilidade do ritmo de crescimento da demanda por crédito, refletindo ainda o fraco crescimento da economia e o mercado de trabalho fragilizado por elevadas taxas de desocupação e subutilização da mão de obra.

A frustração com a recuperação da economia e o aumento do endividamento e do comprometimento de renda parecem levar a um comportamento ainda cauteloso dos consumidores, afetando, com isto, a demanda por crédito.

Em setembro, contudo, o indicador registrou a segunda alta consecutiva, o que pode ser reflexo da disponibilização dos recursos do FGTS, os quais poderão ser utilizados tanto para o pagamento ou renegociação de dívidas quanto para a retomada de projetos adiados de consumo. Além disto, a redução das taxas de juros também tende a favorecer a demanda por crédito.  

Segue abaixo a tabela contendo o resumo dos dados apresentados.

Metodologia
O indicador de Demanda do Consumidor por Crédito é elaborado a partir da quantidade de consultas de CPF à base de dados da Boa Vista por empresas. As séries têm como ano base a média de 2011 = 100 e passam por ajuste sazonal para avaliação da variação mensal. A partir de janeiro de 2014, houve atualização dos fatores sazonais e reelaboração das séries dessazonalizadas, utilizando o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau.

A série histórica deste indicador inicia em 2010 e está disponível em:
http://www.boavistaservicos.com.br/economia/demanda-por-credito/

Deixe uma resposta