Startup de RH desenvolve tecnologia que otimiza etapas de seleção e admissão de candidatos

Considerado um das áreas fundamentais para organização e administração de uma empresa, o RH é um dos setores mais tradicionais que, ao longo dos últimos anos, passou a buscar soluções tecnológicas capazes de otimizar processos e solucionar as maiores carências enfrentadas pelo setor.

Observando o cenário e identificando oportunidades, a JobConvo (https://www.jobconvo.com/pt-br/), startup de recrutamento, seleção e admissão digital por meio de inteligência artificial, nasceu com o objetivo de otimizar todos os processos que um processo seletivo exige e dar mais tempo ao profissional da área na tomada de decisões. “Nascemos com a missão de ajudar as empresas a contratarem de forma mais assertiva, por meio da nossa inteligência artificial. Otimizamos o processo que vai desde o recrutamento até a contratação do candidato em um único lugar. isso reduz em 40% em média o esforço e os custos.”, explica Ronaldo Bahia, CEO da JobConvo. “Acreditamos em processos seletivos mais democráticos e que todos os candidatos tenham a mesma chance”, continua.

A inspiração para fundar a empresa surgiu em 2010 após Ronaldo abrir mão de uma carreira de 10 anos na Pepsico, a fim de se reinventar profissionalmente, e participar de processos seletivos. Durante este período identificou que estes processos estavam cada vez mais ultrapassados e pouco assertivos, visto que demandavam tempo, tanto do recrutador quanto do candidato. Com a ideia em mente e a vontade de fazer a diferença, Ronaldo começou a observar empresas fora do Brasil que já aceitavam vídeos nas entrevista e lançou, com investimento próprio, a primeira versão da JobConvo – um site com 10 perguntas para interessados pelas vagas enviarem suas respostas por vídeo.

Porém, foi apenas em 2012 que a startup começou a operar oficialmente. No mesmo ano, a empresa participou do StartupChile, em Santiago, e após um ano no programa de aceleração retornou ao Brasil com foco nas empresas de consultoria de RH. Em 2015, a JobConvo aperfeiçoou sua tecnologia e lançou novas funcionalidades, além das entrevistas por vídeo a empresa passou a oferecer o módulo de testes técnicos e customizáveis.

Após receber R$ 300 mil investidos por duas investidoras anjo, em 2017, a JobConvo inseriu novos módulos de gestão de processos seletivos e no ano seguinte implementaram inteligência artificial e o módulo de Admissão Digital ao produto, que gerencia todo o processo seletivo, desde o recrutamento até a admissão e entrega de documentos. “Neste período aperfeiçoamos nosso produto e desenvolvemos nossa plataforma para auxiliar o profissional de RH na tomada de decisões e gerenciamento de tempo”, comenta Ronaldo Bahia, CEO e fundador da JobConvo.

COMO FUNCIONA:

A inteligência artificial desenvolvida pela JobConvo analisa todas as informações e dados técnicos inseridos no currículo como experiência, formação e localidade, e ranqueia os candidatos que tem maior aderência ao cargo pretendido. Após a etapa de recrutamento, por meio da plataforma o recrutador consegue aplicar testes personalizados e técnicos, de acordo com o grau de exigência de cada cargo, e realiza as entrevistas através de videoconferência. “Nosso algoritmo é desenvolvido para ser isento de vieses tendenciosos, focando apenas nas caraterísticas técnicas exigidas pela vaga, o que torna o processo mais democrático para todos os candidatos”, explica Ronaldo Bahia.

Ao longo do processo, a comunicação entre recrutador e candidato é realizada por intermédio da plataforma. O recrutador consegue programar modelos de etapas e ações do processo: envio de feedback; evolução no processo; datas de entrevistas; e admissão do candidato.

MERCADO

De acordo com estudo realizado pela Distrito, em maio de 2020, o mercado de HRTechs está em expansão e o Brasil possui 373 startups em operações, sendo 85,2% fundadas em menos de dez anos. Estas empresas também são responsáveis por 2% dos investimentos realizados no Brasil desde 214, aponta o relatório.

Inserida em um mercado amplo e competitivo, a JobConvo dobrou sua receita em 2019 e prevê continuar crescendo em 2020. “Devido à pandemia mundial, causada pela Covid-19, enxergamos algumas oportunidades no setor e os processos de recrutamento, seleção e admissão digitais serão a realidade daqui para frente”, comenta Ronaldo Bahia, CEO e fundador da JobConvo. A empresa atingiu o break-even em 2016 e atualmente possui clientes em 7 países, entre elas: Adecco, Deloitte, HCOR, Petz, MRV.

Deixe uma resposta