Dicas para gerenciar sites e fugir das falhas de segurança que colocam em risco a imagem da empresa

Seu site está classificado como “inseguro” para os usuários? Você esqueceu de renovar o certificado SSL/TLS? Aquela tecnologia padrão para manter segura sua conexão à internet e proteger todos os dados confidenciais, impedindo que criminosos leiam e modifiquem qualquer informação? Pois saiba que estes desafios tecnológicos enfrentados pelas companhias quase diariamente podem sair caro – e não estou falando só de dinheiro. Uma pesquisa da Vanson Bourne mostra que  funcionários têm, pelo menos, dois problemas de TI por semana e passam cerca de 28 minutos tentando resolvê-los, desperdiçando um total de quase 50 horas por ano. A boa notícia é que tem como economizar esse tempão todo e, ainda, garantir a seguridade e boa imagem do seu negócio. Seu site precisa funcionar direitinho e estar em dia com todos certificados para que os internautas se sintam seguros em navegar e comprar com você, garantindo assim o faturamento e a boa reputação da sua empresa. Para ajudar nesta tarefa, separei três dicas para gerenciar seu site de forma mais efetiva e evitar os contratempos tecnológicos.

  1. Identifique falhas e automatize funcionalidades

 A falta de visibilidade é um dos principais desafios que organizações enfrentam ao gerenciar seus certificados SSL/TLS, pois muitas operam sem saber se todos eles são válidos. Esta é uma das causas mais comuns de  interrupções relacionadas a certificados. Para evitá-las, o ideal é buscar soluções que ajudem a descobrir estas falhas e automatizar as funcionalidades. 

Com ferramentas de automação, as empresas podem detectar instantaneamente problemas e vulnerabilidades em seu portfólio de certificados e corrigir problemas com base nas ações recomendadas. Desta maneira, a equipe de TI consegue visualizar mais facilmente todo o seu inventário de certificados e controlar instantâneamente aqueles que estão com problemas. Isso significa menos tempo gasto com trabalhos manuais tediosos (ou apagando incêndios!) e mais tempo se concentrando em tarefas que irão agregar valor ao seu negócio. 

  1. Simplifique a administração de certificados digitais 

Muitas companhias contam com ambientes de gerenciamento de certificados altamente complexos. Essa incerteza faz com elas adotem a Infraestrutura de Chave Pública (PKI, do inglês Public Key Infrastructure), um sistema que permite criptografar e assinar dados, emitindo certificados digitais que autenticam a identidade dos usuários, protegendo assim os ativos e as informações confidenciais da empresa. 

Mas configurar a PKI ou apenas implantá-la pode ser uma tarefa difícil. No entanto, com infraestruturas onipresentes e modernas, muitas empresas estão tirando proveito de novas técnicas de integração. As plataformas PKI simplificam o gerenciamento do ciclo de vida do certificado e também a experiência do usuário final, sendo perfeitamente integradas à rede e aos aplicativos de negócios.

  1. Integre a segurança com DevOps 

Os itens 1 e 2 descritos acima preparam sua empresas para evitar as falhas de segurança mais comuns, que colocam em risco informações sigilosas e têm impacto diretamente na reputação do negócio. No entanto, vemos cada vez mais organizações adotando práticas recomendadas para um perfil de segurança forte e descobrindo que algumas práticas de segurança podem retardar o desenvolvimento de produtos e produtividade geral.

Ao automatizar a segurança e integrá-la ao processo DevOps, cuja meta principal é melhorar a integração entre desenvolvedores de softwares e a equipe de infraestrutura, sua rede é protegida durante todo o desenvolvimento com apenas o apertar de um botão. Os serviços de aplicativos seguros podem tornar mais fácil para as organizações incorporar a assinatura de código automatizada, segura e de alto desempenho no processo de DevOps.

A integração fácil com as plataformas de integração contínua ou entrega contínua e uma solução de provedor de serviços criptográficos permite a automação e aumenta a eficiência de custos. As principais opções de gerenciamento, controle de acesso baseado em funções e registros de auditoria aumentam a segurança, o controle e a responsabilidade. 

Deixe uma resposta