Novas regras para antecipação de recebíveis começam a vigorar em novembro e podem dar fôlego ao varejo

Com a aprovação da convenção de recebíveis de cartão, o Banco Central visa ampliar o mercado de crédito com garantia desses recebíveis, criando mais competitividade no setor. A Accesstage (www.accesstage.com.br) sai na frente e firma parceria com a CERC Central de Recebíveis (a primeira registradora de recebíveis autorizada pelo Banco Central do Brasil), para fazer a integração entre a registradora e os players que poderão atuar contando com mais informação e segurança no mercado de recebíveis de cartão de crédito e débito. 

A mudança passa a valer a partir de 3 de novembro e promete alterar completamente o segmento trazendo mais liquidez e tornando mais seguras e transparentes as operações de crédito, uma vez que 100% das transações com cartões de pagamento terão de ser inscritas pelas adquirentes nas registradoras. Com essa mudança, o leque se abre para factorings, financiadoras, securitizadoras e FIDCs que, além dos bancos e das adquirentes, poderão ter acesso às informações sobre os recebíveis e terão mais capacidade de negociar e conceder crédito com base em recebíveis de cartão. “Um mercado que era bem restrito passa a contar com inúmeras opções. A competitividade aumenta substancialmente “, comenta Celso Sato, CEO da Accesstage.  

Com a parceira com a CERC, que é uma das registradoras autorizadas pelo Banco Central do Brasil, a Accesstage se torna uma integradora do mercado homologada junto a uma registradora oficial para este tipo de operação.  

“Essa parceria é de extrema importância para o mercado, principalmente nesse momento, pois viabiliza a participação de um conjunto bem mais amplo de players desse novo modelo definido pelo Banco Central do Brasil”, diz Fernando Fontes, CEO da CERC. “A Accesstage, além de prover tecnologia compatível com o novo modelo de registro, também vai permitir a implantação dentro do prazo estabelecido nas normas, para várias instituições que ainda tinham dificuldades de se integrar em tempo hábil, realizando todas as adaptações necessárias.”, complementa. 

Por meio da Veragi, plataforma financeira da Accesstage, que até então contava com soluções completas para Contas a Pagar, Contas a Receber, Tesouraria e antecipação de recebíveis de duplicatas/notas fiscais, passa a ter também a funcionalidade de integração das financiadoras com esse novo mercado de antecipação de vendas com cartões, que se abre para essas empresas. Estima-se que aproximadamente R$ 1,8 trilhão é o volume de crédito de recebíveis de cartão anualmente no país, segundo o Banco Central do Brasil. 

Já para os clientes das soluções de cartões, que movimentam cerca de R$1,5 bilhões por mês dentro das plataformas Accesstage, além de consolidar e conciliar todos os seus recebimentos com cartões, as soluções Tiquei e Access Card contarão com novas funcionalidades que proporcionarão que em poucos passos o varejista possa solicitar a antecipação/negociação das suas vendas via cartões, com financiadores homologados nessas plataformas. 

O recebível basicamente é todo o dinheiro que está agendado para entrar para o varejista vindo das operações feitas através dos cartões de crédito.  Vale lembrar, que mesmo uma compra à vista, hoje, o pagamento cai apenas a partir de 30 dias na conta do comerciante. Na prática, com as novas regras, os comerciantes poderão antecipar esses recebíveis em quantos dias desejarem e até negociá-los no mercado com diferentes financiadores e diferentes taxas. É mais uma forma de capital de giro para que o varejista tome a melhor decisão para o seu negócio. 

“A Accesstage não para de inovar para impulsionar a prosperidade financeira das empresas. A parceria com a CERC veio para consolidar um posicionamento de auxiliarmos as empresas não só em tecnologia, mas também no acesso a linhas de crédito mais competitivas. Essa solução empodera o cliente, seja ele o comerciante que utiliza cartão em suas vendas ou as financiadoras que passam a entrar em um mercado no qual nunca puderam navegar antes. Estamos trabalhando com força máxima para atender a esse novo modelo de negócio no mercado de crédito, e as empresas que têm interesse em aderir precisam correr para se adequar às integrações necessárias e não perder essa oportunidade.”, comenta Marcos Elias dos Santos, Diretor de Inovação e Produtos da Accesstage. 

Deixe uma resposta