Carta-compromisso estimula políticos a se engajarem em propostas de inclusão empreendedora

Em 2019, 38,7% da população adulta do Brasil estava à frente da gestão de um negócio. Segundo o Global Entrepreneurship Monitor (GEM), o empreendedorismo tem como principal causa a necessidade, 88,4% dos empreendedores brasileiros iniciaram o seu negócio por falta de oportunidades de emprego.

Visando melhorar a realidade dos microempreendedores de baixa renda com base em políticas públicas locais, o Empreender 360 desenvolveu uma carta compromisso voltada aos políticos que estão participando das Eleições 2020. Ao assinar o documento, o candidato compromete-se a implantar e estimular ações de apoio a esse perfil de empreendedor e desenvolver a economia do seu município.

“Elaboramos esse documento para mostrar aos políticos o perfil do empreendedor brasileiro de baixa renda, quais são os principais desafios e fazer com que eles busquem alternativas para melhorar a realidade atual. O documento já está sendo encaminhado a todos os candidatos a prefeito e vereador”, explica Florian Paysan, coordenador do Empreender 360.

A carta completa para assinatura está disponível no link: https://www.todospodemempreender.org.br. Pessoas físicas e empresas também podem assinar a carta.

Guia de apoio ao microempreendedorismo

A carta compromisso destaca seis pontos a partir dos quais é possível trabalhar a inclusão empreendedora no município do candidato: inclusão financeira e financiamento; educação empreendedora; inovação, impacto social e tecnologia; cultura empreendedora; infraestrutura pública; e, apoio a grupos prioritários.

O primeiro item, inclusão financeira e financiamento, sugere a garantia de serviços financeiros como bancarização e microcrédito ao público mais vulnerável, através do fomento a entidades com impacto social como bancos comunitários. “Muitas vezes esses microempreendedores sofrem com situações como abrir uma conta, ter um cartão. Muitos não têm acesso ao crédito, o que pode dificultar no giro de capital do negócio”, comenta Paysan.

A educação empreendedora é o segundo tópico da carta, que defende a importância do acesso a treinamentos e cursos com foco em gestão de pequenos negócios, no desenvolvimento de competências e inovação e na alfabetização matemática. A inovação também está prevista nos tópicos abordados pela carta. O terceiro item – Inovação, impacto e tecnologia – propõe, além de cursos e treinamentos, o incentivo ao desenvolvimento de incubadoras e investimento em tecnologia para territórios periféricos.

Já o quarto tópico aborda a cultura empreendedora. Paysan explica que “para o desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios é essencial desburocratizar o processo de formalização e contratação, além de oferecer incentivos fiscais”, afirma.

A carta também aborda questões como infraestrutura pública. Ela propõe a criação de espações físicos de atendimento qualificado para empreendedores de baixa renda que convergem com outras ações de inclusão empreendedora e a utilização de espaços, como o CRAS, para qualificação.

O sexto tópico é voltado ao apoio a grupos prioritários, ele sugere a criação de políticas públicas que atendem às necessidades específicas de intersecções sociais vulneráveis como mulheres, negros, jovens, pessoas transgênero, entre outros.

 “Acreditamos que iniciativas como a carta compromisso contribuem não apenas para a melhora da realidade do empreendedor brasileiro, mas também para a vida destas famílias. O olhar cirúrgico das equipes públicas dos municípios tem o poder de potencializar os resultados, focando nos segmentos da população em situação de exclusão”, comenta Paysan.

Série de Webinares

Para aprofundar ainda mais nos tópicos da Carta Compromisso, o Empreender 360,  que é uma iniciativa da Aliança Empreendedora e do Bank of America, vai realizar uma série de Webinares, entre os dias 20 e 30 de outubro.  Serão cinco encontros com especialistas que irão contar suas experiências, tanto as que deram certo, quanto as que não deram.

Os temas também abordados poderão ser utilizados como um apoio aos candidatos, suas equipes e gestores que já estão em cargos públicos, à sociedade civil e às empresas interessadas na temática.

“Apresentar as dificuldades, exemplos e possíveis soluções para o ecossistema microempreendedor é importante para chegarmos a um cenário mais igualitário. Estamos realizando a série agora, perto das eleições municipais, para que os políticos tenham em mente a importância da inclusão empreendedora”, afirma Paysan.

Para se cadastrar e conferir mais detalhes da programação, acesse: https://evento.aliancaempreendedora.org.br/webinarios-inclusao-empreendedora

Serviço

Carta Compromisso

A carta completa para assinatura está disponível no site:  https://www.todospodemempreender.org.br

Deixe uma resposta