Brasileiros fazem mais empréstimos para investir no próprio negócio e para pagar contas

Devido à pandemia, 6 milhões de brasileiros pediram empréstimo em outubro, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios da Covid-19 (Pnad Covid19), elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já um estudo realizado pela Ame Digital, entre outubro e dezembro, mostra que o motivo apontado por 33% das pessoas que solicitaram empréstimo no período foi para fazer investimentos em seus negócios, comprovando o empreendedorismo como alternativa de trabalho durante a pandemia. A pesquisa do super app Ame Digital foi feita na modalidade de empréstimos Flex, que não exige garantia, como imóveis ou veículos, para obtenção de crédito.

Outros motivos revelados no estudo da Ame Digital mostram que os recursos do empréstimo foram usados para pagar as contas (26%) e para reforma de imóveis (18%).  Por outro lado, 6% solicitaram crédito para realizar compras e 4% informaram o interesse em adquirir um automóvel. Motivos ligados a despesas médicas e férias foram apontados em 3%, enquanto 2% informaram a necessidade de pagar outro empréstimo, 2% o pagamento de estudos e 2% para ajudar a família.

A pesquisa também apresenta que o motivo de 1% das solicitações tem ligação a gastos relacionados a festas de casamento, informação que mostra que a pandemia adiou os planos dos casais.

  1. Investir em um negócio 33%
  2. Pagar contas 26%
  3. Reforma da casa 18%
  4. Compras 6%
  5. Comprar um carro 4%
  6. Despesas Médicas 3%
  7. Férias 3%
  8. Pagar outro empréstimo 2%
  9. Pagar estudos 2%
  10. Ajudar um familiar 2%
  11. Festa de casamento 1%

Deixe uma resposta