Empresa coreana Hyosung, líder mundial em elastano, anuncia investimento de R$ 200 milhões no Brasil

O grupo sul-coreano Hyosung anunciou o investimento de R$ 200 milhões no Brasil para ampliação de sua planta industrial, o que aumentará a escala de produção de sua fábrica de elastano em Santa Catarina. Com isso, a capacidade produtiva aumentará para 22 mil toneladas no total – 80% a mais da capacidade produtiva atual (hoje a produção é de 12 mil toneladas por ano). No Brasil a Hyosung possui uma área de 250 mil metros quadrados e 40 mil metros de área construída.

Covid, crescimento de demanda e tarifas de importação

A expansão foi decidida devido ao rápido aumento da demanda no mercado brasileiro por elastano, fibra sintética conhecida por seu excepcional alongamento, já que a venda de roupas confortáveis, como homewear e uso esportivo aumentou no mercado têxtil da América Latina devido à propagação da covid-19. Outro motivo são as tarifações de importação no Brasil. Portanto, uma base de produção local é essencial para manter a competitividade de preços. Além disso, o Brasil faz fronteira com dez dos doze países da América do Sul e tem uma grande extensão do seu limite em contato com o mar, características geográficas vantajosas para exportação para regiões próximas.

Expansão na América Latina a partir do Brasil
Com a expansão da fábrica, a Hyosung espera não apenas atender à crescentedemanda na região Sul Americana, mas também responder preventivamente à era pós-covid-19, expandindo a liderança frente aos seus concorrentes.Líder mundial, Hyosung já representa 65% do mercado brasileiroTendo estabelecido uma base de produção no Brasil em 2011, a Hyosung fortaleceusua participação de mercado no continente americano. Atualmente, a participação daempresa no Brasil é a maior, com 65% do mercado.“O risco sem precedentes causado pela covid-19 agravou a incerteza e acelerou avelocidade da mudança”, disse o presidente da Hyosung, Cho Hyun-joon. Ele enfatizou:“Em tempos de mudança, devemos transformar a crise em oportunidade, investindocontinuamente em nosso futuro”.

Expansão também na Europa

No mês passado (novembro 2020), a Hyosung também decidiu expandir sua fábrica de elastano na Turquia para 2021 por meio de um investimento de USD 55 milhões (KRW 60 bilhões) para atingir o mercado europeu. Também foi estabelecida uma base de produção na Índia em 2019 para os mercados emergentes da Ásia, além de uma fábrica no Vietnã para atingir todo o mercado asiático.

A estratégia é dedicar esforços para estabelecer plantas de produção de elastano por continentes, mantendo sua posição incontestável como líder global. Elastano creora® marca posição da empresa no setor têxtil e de confecção O posicionamento da Hyosung Brasil está muito atrelado a seu desenvolvimento de produtos inovadores em elastano. É o caso da criação do fio creora® – fio elastano reconhecido mundialmente no mercado por sua alta performance e rendimento – com seu rendimento, de 8 a 10% superior, gerando resultado direto para os produtores de têxteis e confecções.

Os artigos confeccionados com creora® tem maior qualidade e durabilidade e sua consistência superior garante estabilidade produtiva, com risco de rompimento de fibra quase nulo. Resistente a altas temperaturas, o elastano creora® suporta até 135 graus no processo de tingimento. Além disso, também aceita reprocesso sem perder a força do fio e sem comprometer as características do produto têxtil. A característica que mais chama atenção no elastano.

Este ano a Hyosung também apresentou ao mercado mundial seu novo fio creora® 3D Max, especial para Denim, creora® Color+, elastano com afinidade tintorial para cores extraordinárias em misturas de fibras naturais e/ou sintéticas e seus recentes desenvolvimentos como creora® regen, fio certificado pela Global Recycle Standard (GRS) e feito 100% de resíduos recuperados, e o creora® Bio-massa, uma série de fios com tecnologias multifuncionais de desempenho.

Deixe uma resposta