Marketing digital para empreendedores: e-book gratuito do Senac-CE dá dicas de desempenho

Para vender é preciso descobrir formas de chegar até os clientes, e, no cenário pós-pandemia, eles estão no ambiente virtual, conhecendo produtos e serviços que lhe interessam, pesquisando preços e esperando ser bem atendidos em sua jornada de compra.

Em meio a tantos anúncios, é preciso definir muito bem a forma de apresentar sua marca para despertar o interesse do consumidor. O marketing digital, quando utilizado de forma inteligente, divertida e eficiente, inicia um relacionamento próximo com o público e aumenta o engajamento, o que na prática, se converte em mais vendas.

Segundo pesquisa do portal E-commerce Brasil, o número de pessoas que compram pela internet passou de 19% para 34% e é preciso entender as necessidades deste novo perfil de consumidor. Esse é um dos dados que o Senac organizou na publicação Marketing Digital para Fortalecimento dos Negócios. O e-book aponta ainda os oito passos necessários para desenvolver a sua estratégia no meio digital, que consistem em: pesquisa, planejamento, produção, publicação, promoção, propagação, personalização e precisão.

Assim como as empresas investem para conhecer bem o comportamento, hábitos e preferências dos clientes nos pontos de venda físicos, elas também devem planejar sua abordagem nas redes sociais de lojas online a partir dessas informações. Desta maneira, os profissionais liberais e empreendedores podem se beneficiar com a aplicação de estratégias de venda online.

Qualificação

Para ajudar a definir a identidade virtual da empresa, seu posicionamento e a buscar relevância, o Senac tem cursos como Ferramentas de Marketing Digital. A instrutora dos cursos no segmentos de Gestão e Comércio, Juliana Carvalho, explica que o curso está estruturado no formato de trilha para que, em cada aula, o aluno possa evoluir tendo contato com conceitos, tendências, hacks e ferramentas que o ajudem a desenvolver estratégias para fortalecer sua marca e gerar vendas.

“Desde o primeiro dia, nós buscamos conhecer o aluno, o seu campo de atuação, as suas expectativas e principais dificuldades, justamente para promover um melhor direcionamento aplicado às necessidades reais de cada um. Esse diagnóstico é facilitado pelas discussões e atividades em sala de aula”, explica a instrutora.

Uma de suas alunas é Luciana Machado, de Iguatu, que buscou a capacitação para empreender tanto no ambiente online como físico. “O meu objetivo é abrir uma loja de roupas feminina, o curso me deu um direcionamento”, explica. Já Maria do Socorro Oliveira Costa pretendia “inovar e quebrar paradigmas de acesso à atendimento aos serviços de RH”, sua área de atuação. O curso, não só me aproximou dos meus objetivos, como abriu uma nova visão de conhecimento e prática nessa área do marketing  digital”, avalia ela.

Deixe uma resposta