A Coluna do Roberto Maciel (extra, quarta-feira, 27.01): A democracia de larica

O horror em forma de gastos
O ator Benvindo Sequeira, hoje um bem-sucedido influenciador digital que mora em Portugal, se horrorizou com gastos dos órgãos federais e da família Bolsonaro – nem poderia ter reagido diferentemente – e produziu o vídeo abaixo:


As despesas anotadas pela Imprensa são, de fato, estarrecedoras: R$ 2 milhões em chicletes, o que representa 5 mil caixas de chicletes por dia; R$ 21 milhões em iogurte, somando 28 mil copinhos de iogurte por dia; e R$ 15 milhões em leite condensado, o que totaliza cerca de 7 mil latinhas por dia. No fim da contas, o resultado supera R$ 1,8 bilhão entre todos os setores da União. O próprio Bolsonaro já disse que gosta de comer pão com leite condensado, mas ninguém nunca imaginou o tanto da fome que ele tem – em meios menos conservadores, costuma-se chamar essa voracidade toda de “larica” – é algo que a democracia, inebriada, sente agora. O levantamento foi feito pelo Portal Metrópoles e repercutiu (mal, muito mal) em outros veículos de Imprensa.

Só se espanta quem quer
Em abril de 2020, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes já puxava o fio da meada. Antes de aparecer qualquer indício dos gastos estratosféricos da família do presidente da República no Palácio do Planalto, Ciro já denunciava arranjos no mínimo estranhos no gabinete do então deputado federal do Rio de Janeiro.

Arranjo ou desarranjo?


Hoje (quarta, 27.1), o Portal da Transparência do Governo Federal amanheceu fora do ar. Por volta das 10 horas, retomou o funcionamento, mas a área destinada à publicação de despesas ficou enguiçada. Muitos internautas sentiram uma avantajada pulga atrás da orelha. Ou uma lata de leite condensado, vá saber!


Parceria só vale se todos quiserem
Apuração que a Assembleia Legislativa do Ceará fez com internautas indica que 61,5% dos consultados avaliam que deve haver trabalho conjunto, entre governos e sociedade, para informar o cidadão corretamente e divulgar a vacina contra a covid-19. Até aí, ok. Mas se um dos governos – no caso, o federal – tem como representante maior um inimigo da imunização, que sai por aí sem máscara, que diz “e daí?” quando é questionado sobre mortes pela doença, que divulga medicamentos sem eficácia comprovada, que se nega a fazer acordos internacionais para controlar a pandemia? E que espalha notícias mentirosas que podem prejudicar o necessário e prioritário êxito da vacinação?

O mundo de Canoa
Começa no próximo dia 1º uma exposição de paisagens. Trata-se da “Supera Brasil”, que vai ocupar os sempre fervilhantes corredores do Metrô de São Paulo com imagens da diversidade turística do Brasil. O Ceará participará com Canoa Quebrada, a praia mais cosmopolita do Estado, com o panorama abaixo.

Zoropa
Ganhou sotaque ibérico – espanhol, sendo mais preciso – uma fábrica de louças sanitárias em Caucaia, município cearense localizado na Região Metropolitana de Fortaleza. O Grupo Roca, forte presença no mercado europeu e em outros continentes, empregou R$ 102 milhões e aliviou da Companhia Sulamericana de Cerâmica o peso de conduzir uma fábrica que problemas de caixa. Diz o Roca que vai fomentar 270 empregos na unidade. O Governo do Estado acolheu muito bem a negociação.

De carona
Bolsonarista das mais empertigadas, a vereadora Priscila Costa, de Fortaleza, está propondo que a Prefeitura instale 12 centros de testagem contra a covid-19 em pontos distintos da cidade. Embora seja alinhada ao discurso negacionista do Planalto, Priscila quer para ela uma fatiazinha da popularidade de quem luta contra a pandemia.

Leia e anote
Frase do deputado estadual cearense Fernando Hugo (PP): “Vacinar-se é um ato de amor à sua saúde e de amor à saúde de todos. A vacinação é o ato mais bravo que a medicina pública brasileira deve ter como lema atual. Sem politicagens, sem a defesa de teses ideológicas, devemos nos vacinar para proteger nossas famílias, a nós mesmos e a sociedade”.

Sua opinião vale muito
Os leitores podem fazer contato com o Portal InvestNE e deixar comentários, sugestões, críticas e elogios. Nosso e-mail é portalinvestne@gmail.com e o número de WhatsApp é +55 85 99855 9789.

Deixe uma resposta