Serpro evolui de administração financeira

siafiweb1500x717.jpg

Em 1987 a Secretaria do Tesouro Nacional em parceria com o Serpro lançavam o Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi), um revolucionário sistema contábil, desenvolvido em plataforma mainframe, com a finalidade de realizar a execução orçamentária, financeira, patrimonial e contábil do governo federal brasileiro.

Ao longo desses 34 anos o Siafi encorpou-se, recebeu novas funcionalidades, incluindo uma versão web e integração por webservice, sendo utilizado por todos os órgãos federais nas três esferas de poder (Executivo, Legislativo e Judiciário) pertencentes ao Orçamento Fiscal e da Seguridade Social (OFSS), possibilitando a execução do orçamento e a programação financeira, na forma disposta na Lei Orçamentária Anual (LOA).

E no início deste Exercício de 2021 ganhou mais novidades: a Nota de Empenho, que faz parte do módulo Orçamentário, está disponível no Siafi Web. “Toda a despesa pública, por lei, precisa ser previamente empenhada e a Nota de Empenho, primeira etapa do ciclo da despesa pública, é o documento que funciona como uma reserva de recurso para o pagamento futuro”, explica Nelson Santos, consultor de negócios do Serpro que atende a Secretaria do Tesouro Nacional. “Com essa nova funcionalidade, emissão de empenho, bem como seu reforço e cancelamento, serão feitos de maneira intuitiva e moderna no Siafi Web”, completa.

Segundo o coordenador de Contabilidade da União, Luciano Moura Castro do Nascimento, a evolução do sistema torna o dia a dia dos usuários mais ágil e simples. “Essa primeira entrega visa facilitar aos usuários do Siafi a emissão do documento Empenho usando uma interface mais amigável e eficiente. Além disso, o usuário utilizará o mesmo sistema onde atualmente registra as fases subsequentes da despesa, liquidação e pagamento, facilitando assim também a operação”, disse.

Luciano Moura ressaltou ainda que as unidades que geram empenho por meio de sistemas próprios ou sistemas estruturantes, como o ComprasNet, o Cadastro Integrado de Projetos de Investimento (CIPI) e Plataforma +Brasil, continuam a gerenciar o documento Empenho por suas respectivas plataformas. “Porém a integração entre sistemas passará a ocorrer com o Siafi Web por meio de webservice”, ponderou.
 

Produção em tempos de pandemia

“Nossa atuação com a Secretaria do Tesouro Nacional foi bastante produtiva. Em maio do ano passado participamos, de forma remota, das oficinas de Design Thinking para identificar a percepção dos usuários finais e idealizar o novo módulo orçamentário no SIAFI Web, alinhando o conhecimento do negócio e de tecnologia, e em agosto de 2020 iniciamos a implementação em si”, relata Kélvia Ribeiro, analista do Serpro à frente do projeto. “Para nós, é uma sensação de dever cumprido. Essa primeira entrega da migração do Módulo Orçamentário foi um grande desafio para todos os envolvidos, não só pela importância do negócio como pelo curto prazo que tivemos desde a concepção de como seria o Empenho Web até sua implantação em 4 de janeiro de 2021”. Disse Kélvia, sobre a experiência.

 O mesmo entusiasmo é compartilhado pela colega Elizabeth Gedeon: “considero que o projeto foi um marco na história do Sistema, sobretudo, pela forma como se deu sua gestão, STN e Serpro, áreas de negócios e desenvolvimento atuando em conjunto, enfrentando os desafios do trabalho remoto provocado pela pandemia e reunindo não apenas os times que atuam diretamente com o Siafi, mas também de outros sistemas nossos que se integram a ele” relata. “Esse foi o segredo do nosso sucesso e outras funcionalidades do módulo serão desenvolvidas e implantadas ainda entre 2021 e 2022”, finaliza.

Para saber mais sobre o projeto e consultar a documentação relacionada à integração por webservice e impactos no Tesouro Gerencial, visite a página do Tesouro Nacional no Portal Gov.Br: Projeto Empenho Web.

Deixe uma resposta