Shopping virtual conecta indústrias da moda a revendedores de todo o país

Ao pensar em moda por atacado, muitos visualizam donos de lojas cheios de sacolas e malas, viajando de uma cidade a outra para abastecer seu comércio. Ou em modelos de representação e negociação já ultrapassados, sem a velocidade e a diversidade que o mercado atual exige. Mas um marketplace promete deixar tudo isso no passado: o Moda Online é um novo shopping virtual que conecta a indústria da moda a revendedores e oferece um mix de marcas e produtos, que vão de roupas e acessórios a calçados, com vendas exclusivas por atacado.

Tudo para atender à demanda do mercado de moda no Brasil e ajudá-lo a escalar o seu negócio. “O modelo tradicional de compras de moda já não estava mais atendendo às necessidades nem das marcas, nem dos consumidores. Longas viagens, desgaste físico, fraudes e custos altos eram pontos que queríamos eliminar, fazendo com que vários produtos, de diferentes marcas, estivessem acessíveis na tela do computador ou celular dos compradores”, afirma Nathan Moojen, fundador e CEO do Moda Online.

A ideia inicial surgiu em 2015, partindo dessa vontade de aproximar revendedores de moda às marcas em uma plataforma de vendas totalmente focada no B2B. Foi nessa época que Moojen percebeu que os clientes estavam comprando de uma maneira diferente. Em 2017, as indústrias observaram esse movimento e passaram a pensar na criação de seus próprios e-commerces, mas desistiam por conta do alto custo e do trabalho envolvido. Assim, nesse mesmo ano, nasceu o MVP do Moda Online.

Com os aprendizados da primeira versão, a startup se reinventou para lançar o formato atual, mais assertivo, que iniciou suas atividades no segundo semestre de 2020, após receber o aporte de dois investidores – da empresa Stars ACLRD, maior aceleradora de startups do interior do Brasil, e de uma pessoa física. Hoje, o Moda Online atua nacionalmente no formato marketplace, com uma plataforma própria para as indústrias e outra para compradores, essa última com lançamento previsto para 9 de fevereiro. “O Moda Online nasceu com o objetivo de complementar o ecossistema da moda no Brasil. Não somos apenas um shopping virtual, somos facilitadores de negócios tanto para as indústrias de moda, acessórios e calçados, como para os revendedores”, acrescenta Nathan.

Para as indústrias, a plataforma (https://modaonlinemarketplace.com.br/) oferece diversas vantagens, como a isenção de mensalidades e investimento inicial, apenas com comissão sobre as vendas feitas no site. Além disso, dispõe de atendimento e assessoria a todos os clientes e um link de acesso direto aos produtos exclusivos de cada marca. E, independentemente da forma de pagamento escolhida pelo cliente, a indústria recebe o valor à vista. As peças cadastradas pelos lojistas ficam disponíveis para venda a pronta-entrega, e com uma economia de 30 a 50% no preço final do produto em relação às lojas físicas.

Para os revendedores, a plataforma oferece a facilidade de fazer pedidos de diferentes marcas, de diversos lugares do Brasil, a qualquer dia ou hora, de uma só vez. Além da grande variedade de estilos e tamanhos, pensados para atender todos os públicos, um dos principais destaques do site é o frete otimizado: o sistema faz o cálculo do pedido em inúmeras transportadoras e sempre pega o menor valor entre as opções disponíveis. O pagamento é feito de maneira unificada e o cliente ganha descontos no boleto bancário à vista. Um verdadeiro avanço na maneira de fazer negócios de moda no país. “Nosso grande diferencial é que já nascemos digitais e nossa plataforma é 100% desenvolvida em parceria com vendedores e compradores, para oferecer a melhor experiência para todos. Queremos digitalizar o mercado B2B e ganhar a confiança de todos os envolvidos na compra por atacado”, finaliza o executivo.

Deixe uma resposta