A Coluna do Roberto Maciel (terça-feira, 6.4): Abril despedaçado com a expectativa de 100 mil mortos

Com cemitério lotado, Manaus faz valas comuns para vítimas de coronavírus -  Jornal do Comércio
  • Vinculado à Universidade de Washington (EUA), o Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde lançou para o mundo inteiro uma previsão das mais pessimistas. Diz que o Brasil pode somar mais 100 mil mortes por covid-19 neste mês de abril. Lembrando que amanhã (7.4) é o Dia Mundial da Saúde e parafraseando o título do filme de Walter Salles (2001), no qual a pespectiva da morte marca o roteiro, é grave a perspectiva de um “abril despedaçado”. O estudo não é mero “achismo”, como o que costuma nortear o discurso do presidente Jair Bolsonaro. É, sim, baseado na fria matemática. A pesquisa leva em conta elementos como a disseminação de variantes do vírus, a utilização de máscaras e o respeito ao distanciamento social. Tendo 3 de abril e 4 de maio como referências incial e final da análise, o risco é de chegarmos a 436 mil mortes.

“Mantenha distância”
O estudo é um atestado técnico dos mais incisivos. Equivale a dizer que outros países devem se afastar do Brasil – servindo isso para governos e investidores. E que devem manter os cidadãos brasileiros longe de seus territórios. Simples, e doloroso, assim.

O lado de cá
Traçando projeções para este primeiro semestre, o Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde da Universidade de Washington apurou que estamos diante da possibilidade funesta de o País chegar a 561.634 óbitos. No dia em que se divulgou cálculo de tamanha gravidade, o ministro do Supremo Tribunal Federal Kássio Nunes Marques liberou a realização de missas e cultos em templos religiosos. Mesmo com o morticínio que se divulga dia após dia, de forma assustadora, o magistrado indicado pelo presidente da República liberou aglomerações com uma só canetada. Atendeu, assim, as demandas de Bolsonaro e de empresários evangélicos como Silas Malafaia, Edir Macedo e Valdemiro Santiago – para os quais templos lotados e cofres cheios têm o mesmo significado. Negou, dessa forma, as demandas e os direitos que o cidadão tem de sobreviver.

Cristo
Certamente o melhor argumento que se pode usar para contestar a decisão de Kássio Nunes Marques e as alegações dos “juristas” religiosos que apresentaram ação ao STF esteja na Bíblia, na qual tanto dizem de amparar. É uma fala atribuída a Jesus Cristo – que foi vítima de julgamento injusto em nome da política da época e sofreu tortura até a morte: “Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, ali estou no meio deles” (Mt 18,20).

Ação solidária


Nesta temporada de pandemia, na qual se acentuam as demandas de isolamento social e de solidariedade, foi lançada uma campanha do Coletivo Bem Viver. É uma ação compartilhada com o objetivo de amparar, com itens básicos, famílias de Fortaleza. Fala da vereadora Larissa Gaspar (PT), uma das articuladoras da campanha: “Nessa segunda onda da pandemia já socorremos 1.150 famílias com máscaras, alimentos e produtos de limpeza e higiene. Além de atender mensalmente 150 famílias com cursos, atividades esportivas, assessoria jurídica entre outros serviços”.

Participe
As formas de ajudar a campanha do Coletivo Bem Viver estão no flyer abaixo. E lembre: não é questão de gostar de partido A ou B, mas de ser humano, responsável e solidário.

Apoio
Portaria da Mesa Diretora da Assembleia do Ceará prorrogou o ponto facultativo na Casa até 11 de abril. A medida cumpre decreto do governador Camilo Santana (PT), que estendeu o isolamento social rígido e tem a expectativa de retomada de atividades econômicas não-essenciais no próximo dia 12.

Diálogo
O presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Antônio Henrique (PDT), se reuniu virtualmente com representantes do setor farmacêutico. De um lado, a visão política e comunitária da crise sanitária. Do outro, a aflição empresarial, destacando a descentralização da vacinação contra a covid-19. As entidades afirmaram compromisso com o enfrentamento da pandemia, e ressaltaram que os estabelecimentos comerciais (farmácias e drogarias) exercem um serviço essencial à população, se disponibilizando a ajudar na campanha de vacinação.

Frente a frente

Antônio Henrique toma posse como presidente da Câmara Municipal de Fortaleza


Participaram do encontro com Antônio Henrique (foto acima) representantes da Fecomércio, do Conselho Regional de Farmácia do Ceará, do Sindicato do Comércio Atacadista de Medicamentos, Perfumaria, Higiene Pessoal e Correlatos do Ceará e do Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado do Ceará.

Coluna da Hora

Acrísio Sena critica o MEC e faz a defesa dos ensinamentos de Paulo Freire  - Blog Edison Silva


Estou sempre às terças-feiras, a partir das 18 horas, em lives no Instagram com a marca “Coluna da Hora”. São encontros com uma hora de duração. O internauta pode acessá-los e participar pelo perfil @robertoamaciel. Hoje, recebo o deputado Acrísio Sena (PT, foto acima) e vamos falar sobre o cenário político nacional e, no campo local, do ajuste de limites territoriais do Ceará. Minha conversa mais recente foi com o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado Itacir Todero, tratando de temas como contas públicas, pandemia, solidariedade e combate à miséria.

Seu contato
Você tem canais seguros para fazer sugestões e críticas ao Portal InvestNE. Nosso e-mail é portalinvestne@gmail.com e o número de WhatsApp é +55 85 99855 9789.

Deixe uma resposta