Plataforma de varejo abre inscrições para ação de desenvolvimento em tecnologia

O Delivery Center, plataforma que está promovendo a transformação digital de lojistas físicos, conectando-os a marketplaces e uma ampla gama de parceiros, acaba de lançar seu programa de desenvolvimento profissional chamado D Code Camp. O projeto oferece capacitação e mentoria à estudantes ou recém-formados dos cursos de Análise de Sistemas, Sistemas da Informação, Ciências da Computação, Engenharias como um todo, além de cursos técnicos de tecnologia em todo o Brasil.

“O D Code Camp é uma forma de abrir possibilidades no mercado de trabalho e proporcionar o desenvolvimento em um ambiente em constante transformação e de acelerado crescimento”, afirmam Simone Lessa Head of People e Guilherme Busato HR Business Partner, do Delivery Center. Eles explicam que o propósito desse programa é formar Devs com grande capacidade técnica e que desenvolvam soft-skills como comprometimento, colaboração, otimismo e pluralidade de pensamentos, assim como, tenham fit com a cultura da empresa.

O programa selecionará 12 participantes nesta edição e contará com a mentoria de profissionais seniores do D remotamente. Os participantes serão remunerados durante o programa e, após todo o processo, que vai durar 3 meses, poderão conquistar uma vaga nas equipes de Desenvolvimento do Delivery Center. Serão mais de 360 horas de conteúdo online e offline, tech talks, meetups, desafios, seções de pair programming, code-review, mentorias especializadas e acompanhamento dos selecionados. O programa inclui questões iniciais de desenvolvimento, construção de um projeto prático e aplicável à realidade do negócio, aprofundamento da linguagem, bem como tópicos avançados de programação e avaliação do aprendizado e desenvolvimento de soft skills importantes e formação dos próximos passos para a carreira de um Desenvolvedor.

As inscrições podem ser feitas no site https://dcodecamp.gupy.io/ e vão até 31 de maio. Para participar, é preciso estar cursando Ensino Superior ou Técnico (Análise de Sistemas, Sistemas da Informação, Engenharia da Computação) e ter conhecimento básico em programação em lógica em qualquer linguagem orientada a objeto.

Deixe uma resposta