Alunos de Fisioterapia treinam para atendimento de reabilitação pós-covid19

De fato, a atuação do fisioterapeuta no tratamento e no atendimento de reabilitação pós-Covid-19 é essencial e tem se tornado cada dia mais evidente. Por isso, utilizando o espaço da Interclínicas, estudantes do 9º semestre da graduação do Grupo UniEduK receberam treinamento sobre o assunto com o profissional Carlos Henrique Maziero. 

Em síntese, além de ser formado em Fisioterapia, Carlos Henrique possui residência em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) neonatal e pediatria e; pós-Graduação em Fisioterapia Hospitalar, ambas pelo São Camilo – São Paulo. 

De acordo com a professora Vanessa Aggio Tozzo Grassiotto, com a finalidade de instruir os alunos, o profissional abordou os seguintes tópicos: 

  • Oxigenioterapia – indicações para o melhor recurso a ser escolhido referente a patologia referida, sobre evoluir a clínica do paciente e desmamar de maneira gradual e de maneira criteriosa; 
  • Manobras e conduta terapêuticas – foram observadas a conduta do fisioterapeuta frente as terapias manuais feitas em paciente sob ventilação mecânica e sobre os critérios de aspiração e métodos de higienização brônquica;
  • Pressão positiva – em que foram avaliadas a indicação de pressão positiva e critérios da mesma sobre pacientes com patologia específica como o Covid-19 em que podem ser indicadas tanto ventilação não invasiva como ventilação invasiva; 
  • Posição prona e técnicas em Covid-19 etc. 

“É de extrema importância trazer o conhecimento e vivência de um profissional que já atua para quem está começando, podemos com isso trazer e despertar curiosidade, e levar esse aluno a refletir e buscar mais sobre esse assunto, e demostrar a área da fisioterapia e respiratória, além da importância desse profissional dentro do ambiente hospitalar”, destaca a docente. 

Por consequência, a professora ressalta os benefícios do treinamento de atendimento de reabilitação pós-Covid-19 também à sociedade. “A importância sobre o conhecimento desses tópicos é fundamental para o manejo desses profissionais que estão começando a carreira profissional, para oferecer um atendimento de qualidade e criteriosa em que podemos contar com terapeutas que se atualizam e têm um leque de conhecimento abrangente”, afirma Vanessa. 

Por fim, ela acrescenta que: “Os alunos passam, durante o estágio, em vários setores dentro do hospital, sendo eles UTI’S, enfermarias e pós-Covid, assim sendo de suma importância o manejo de técnicas específicas para o bom aproveitamento e aprendizado do aluno”, conclui.

Deixe uma resposta