Oportunidades de estágio crescem no primeiro bimestre de 2021, mas ainda estão longe dos níveis pré-pandemia

Levantamento do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) indica que o número de oportunidades de estágio e aprendizagem cresceu 28,1% no primeiro bimestre de 2021, comparado ao quarto bimestre de 2020. No período, as vagas chegaram ao patamar de 26 mil/mês, o maior desde o início da pandemia. Entretanto, o índice é 37,1% menor em comparação aos dois primeiros meses de 2020, quando o País ainda não tinha sido impactado pela pandemia do novo coronavírus. 

Nos dois primeiros meses de 2021, o estágio registrou crescimento de 30,2% em relação ao 4º bi de 2020. Apesar da recuperação, o índice é 41,8% inferior em comparação ao mesmo período do ano passado. O programa de Aprendizagem segue a mesma tendência. Em relação aos últimos meses de 2020, cresceu 21,9%, e teve retração de 16,1% em comparação ao 1º bi de 2020. 

Segundo Marcelo Gallo, superintendente Nacional de Operações do CIEE, a retomada da abertura de oportunidades ainda é lenta, mas tem sido constante. “No início deste ano, alcançamos os maiores patamares de vagas abertas, tanto de estágio como de aprendizagem, mas ainda estamos longe dos níveis pré-pandemia”, afirma. 

Deixe uma resposta