Escritórios inteligentes são opções para quem tem dificuldades no home office

Com a pandemia do novo coronavírus, muitos órgãos tiveram que se reinventar para continuar a trabalhar, só que de forma remota. Reuniões estão acontecendo com mais frequência, assim como ligações telefônicas também. Recentemente, no começo deste mês de maio, por meio do Ato Conjunto do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) nº 54/2020, o TRT/CE determinou uma plataforma online oficial para a realização de audiências telepresenciais no Estado.

Para quem não tem tanta privacidade e conforto em casa, os escritórios inteligentes tornam-se uma boa opção para o profissional que busca um ambiente mais tranquilo e cômodo para desempenhar suas atividades telepresenciais. Isso é muito importante, uma vez que a produtividade do profissional pode ser comprometida com as distrações que ocorrem em casa.

Anderson Fernandes, diretor de vendas da Unijuris, um coworking exclusivo para advogados e advogadas no Ceará, informa que é muito importante que os profissionais tenham o melhor aparato possível para realizar seus trabalhos, principalmente os virtuais. “Muitos desafios tendem a surgir nessa nova modalidade de trabalho. É tudo muito novo, então, é preciso se adequar a ela. A infraestrutura adequada com certeza impacta nos resultados do seu trabalho, evitando distrações desnecessárias. Nos escritórios inteligentes, o advogado tem todo o suporte possível para participar de audiências virtuais ou qualquer outra atividade, como atendimento aos seus clientes presencialmente, respeitando claro, todas as medidas sanitárias necessárias”, enfatiza Anderson.

Deixe uma resposta