Proteger a empresa de prejuízos faz parte do planejamento empresarial

Artigo de Ricardo Valencia, diretor comercial da Energy Broker – empresa de consultoria, corretagem e administração de seguros, parte do Energy Group – www.energybroker.com.br:

Fundamentalmente, o objetivo central de todo empresário e gestor de empresas é fazer com que o negócio cresça e seja lucrativo. Para isso, lança-se mão de todas as ferramentas e estratégias conhecidas. Além disso, são traçados alguns planejamentos e as estratégias, então, são estabelecidas.  

Um bom planejamento financeiro é importante para qualquer empresa que deseja crescer e deve contemplar, entre outras coisas, reservas para a adoção de medidas de proteção ao patrimônio já conquistado e construído, além de capital para prevenção de riscos.  

A empresa e seus colaboradores, claramente, precisam trabalhar a questão da gestão de riscos de maneira séria. Equipamentos de segurança devem ser usados sempre que necessário, assim como um trabalho de conscientização e prevenção de todo e qualquer tipo de acidente potencial deve ser realizado constantemente entre as equipes. Ter o suporte de uma consultoria que possa auxiliar na implantação de controles para a gestão de riscos, desenvolvimento de processos, planejamento, organização e direção das políticas para minimizar a ocorrência de imprevistos é o primeiro passo para evitar custos não programados e, principalmente, dores de cabeça.  

Independente da área de atuação ou do tamanho do negócio, contratar um Seguro de Responsabilidade Civil é a maneira mais simples, barata e eficaz de evitar um grande prejuízo no caso da necessidade de pagamento de indenização por danos materiais ou corporais causados involuntariamente a terceiros, aconteçam eles nas dependências da própria empresa ou no local da prestação de um serviço. Esse é o segundo passo para proteger a empresa de um grande rombo financeiro imprevisto.  

Alerto aqui, que toda empresa – seja uma indústria, comércio, hotel, restaurante, centro comercial, clínica, escola ou outros estabelecimentos – e até profissionais autônomos devem pedir a orientação de um profissional especializado para saber qual Seguro de Responsabilidade Civil melhor se adapta à sua realidade. Para definir a melhor opção, leva-se em conta o faturamento da empresa, tipo de atividade desempenhada, política de prevenção de riscos já implantada, suas dependências, o número de funcionários, entre outros aspectos. O valor previsto para uma possível indenização deve ser compatível com todas essas especificações.  

Por mais cuidadosas que as pessoas sejam, acidentes infelizmente acontecem. O importante é ter se cercado de cuidados a fim de evitá-los e ter um Seguro Responsabilidade Civil como retaguarda para garantir o ressarcimento do cliente ou outra pessoa que tenha sofrido algum dano, além da continuidade do negócio de maneira saudável.  

Deixe uma resposta