Consumidor volta a se endividar: aumenta a busca por crédito

Após três quedas seguidas, a busca dos consumidores por crédito registrou alta de 4,9% na comparação entre abril de 2021 e o mês anterior. De acordo com o Indicador de Demanda do Consumidor por Crédito da Serasa Experian, os consumidores com as menores rendas mensais impulsionaram a alta. Aqueles que recebem até R$ 500 e entre R$ 500 e R$ 1.000, expandiram 7,4% e 5,3%, respectivamente. Confira abaixo os gráficos com dados na íntegra.

Para o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, a alta significa um movimento saudável para o mercado de crédito, mas ainda não indica a retomada do poder de compra. “Com as taxas de desemprego ainda elevadas e o menor valor do auxílio emergencial neste ano, os consumidores continuam buscando por crédito para suprir despesas essenciais e fazer negociações, trocando dívidas mais caras por outras mais baratas. Portanto, embora o índice tenha demonstrado expansão, a demanda por crédito em abril teve como foco a realização de compras e pagamentos prioritários”.

Ainda na análise mensal, todas as regiões do país demonstraram aumento. O destaque ficou para a Norte, que cresceu 8,9%. Na sequência, Centro-Oeste (8,4%), Nordeste (4,7%), Sudeste (4,2%) e Sul (3,8%).

Análise anual
O comparativo anual entre abril de 2021 e o mesmo período do ano anterior revelou um crescimento recorde de 45,7%. “Como os períodos de lockdown foram intensos em abril de 2020, afetando diretamente os consumidores, a base de comparação ficou prejudicada, já que esse crescimento recorde foi, na verdade, uma recuperação da grande queda do ano anterior”, finaliza o economista. Veja abaixo gráfico completo sobre o ano a ano.

Deixe uma resposta