A Coluna do Roberto Maciel (terça, 1º.6): Vacina para quem não pode ir para Miami

  • O Governo do Ceará começou ontem a vacinar a população em situação de rua contra a covid-19. É por essas que se pode e se deve confrontar a retórica de estado mínimo de tecnocratas e outros que orbitam e paparicam o rico liberalismo. Não fosse pela intervenção estatal, a mesma que cuida de manter o Sistema Único de Saúde, quem atenderia as demandas de porções pobres da sociedade? Ficariam ao Deus-dará? Num ângulo distinto, temos notícias de celebridades e subcelebridades se vacinando nos Estados Unidos – certamente porque têm dinheiro em caixa para ostentações do gênero. Esses personagens podem pagar e pagam pelo turismo de imunização. E aqueles que dormem no chão das praças e que, do mesmo jeito, têm direito à vida, como ficariam se não fosse a estrutura pública? A iniciativa do chamado “Caminhão do Cidadão” fará busca ativa da população, conduzindo para a vacinação no próprio veículo. O percurso do caminhão, uma trajetória humana e justa, inclui Centro de Fortaleza, Poço da Draga, Beira-Mar, Serrinha, Lagamar, Jacarecanga, Papicu e Parangaba. Enfim, quem não pode ir para Miami não vai ficar sujeito ao vírus.

As ruas eram contra Dilma; agora, mesmo com a assustadora pandemia, estão lotadas contra Bolsonaro

Foto: Comunicação MST


Um dos grandes erros políticos da presidenta Dilma Rousseff (PT), cuja gestão foi abatida em 2013 e 2014 por uma série de manifestações de rua, foi não ter dialogado convenientemente com quem protestava contra o governo. Eram movimentos da direita para a esquerda. E Dilma até que tentou contê-los, adotando medidas que de algum modo contemplavam queixumes expressos nos atos, mas não houve tempo – ou não houve boa vontade do outro lado. Não se pode avaliar agora se uma ou outra reação teria sido suficiente para estancar a sangria petista e a história já se conhece: Dilma sofreu impeachment articulado por Eduardo Cunha, Aécio Neves, Fernando Henrique Cardoso, Michel Temer e personagens do porte de Jair Bolsonaro, Paulo Skaff e Roberto Jefferson. O serviço terminou de ser feito por agentes que orbitavam em torno de armações, como Sérgio Moro e Deltan Dallagnol.

As vozes
Além de Dilma ter sido despejada do Palácio do Planalto, o patrono político dela, Luiz Inácio Lula da Silva, foi, digamos, “hospedado” durante dois anos em dependência da Polícia Federal. Parte da Imprensa tratou de incitar a população contra a presidenta e contra o PT, até com histéricos editoriais. Ajustou a açular uma matilha contra a democracia. Cai o pano.

No sentido inverso
Oito anos depois das movimentações contra Dilma Rousseff, grupos organizados voltam às ruas de forma massiva. Agora, no sentido oposto: da esquerda para a direita e com reduzidíssima cobertura dos jornalões e das TVs. Reclama-se contra ações e omissões de Jair Bolsonaro em todas – isso mesmo! – as frentes. Há, em tom muito forte, o descontentamento óbvio com as 470 mil mortes registradas em razão da covid-19. Mas há também queixas contra a situação grave da educação, do ambiente, do patrimônio público, dos empregos, dos preços e dos direitos humanos. Voltemos a Dilma, então. Tempos atrás, ela bem que quis acenar com algo que compusesse um cenário de paz com as ruas. E o que Bolsonaro faz agora? Confronta com agressões verbais os manifestantes. Sai passeando de motocicleta com apoiadores. Aprova o desmonte dos bens do Estado. Bolsonaro também comprou a ideia de realizar no Brasil uma competição de futebol, a Copa América – uma ironia do destino, já que parte dos ataques a Dilma Rousseff era proveniente do acolhimento das copas das Confederações e do Mundo.

Casa verde
A Assembleia Legislativa do Ceará inicia hoje (01.06) uma agenda de atividades relativa à Semana do Meio Ambiente. O presidente da Casa, Evandro Leitão (PDT), diz que “é preciso gerar reflexões sobre o descuido com o planeta, que pode impactar negativamente a vida de cada um de nós. Esta Casa tem procurado incrementar os projetos de sustentabilidade ambiental, com energia limpa e a modernização do fluxo de documentos para reduzir a circulação de papel internamente. Não podemos esquecer que o melhor caminho é a busca pelo progresso sustentável”.

Concurso AL CE no início do segundo semestre, prevê presiden...

Em mão
Há, é evidente, um desafio imposto pelo necessário, indispensável e vital distanciamento social – requisito básico contra a covid-19. Para contornar as dificuldades, a Assembleia vai fazer um drive-thru de mudas de plantas. Simples assim: quem quiser adotar uma planta, pode ir lá receber um exemplar e não precisará nem descer do carro para ser contemplado. As atividades, que incluem a palestra virtual “Restauração de Ecossistemas, a missão da década da ONU: como inspirar as pessoas a agir e se conectar com a causa ambiental”, com o professor Allan Carlos Pscheidt (SP), seguirão até a manhã de segunda-feira, 07.06.

Cofre
As contas dos funcionários públicos estaduais do Ceará vão dar uma sacudida legal. É que o governador Camilo Santana (PT) anunciou hoje a antecipação de parcela do 13º salário. O crédito, segundo Camilo, será feito no próximo dia 21. Mas não é gentileza, bondade ou coisas do gênero. Diz ele que é para melhorar a economia local. De fato, mais dinheiro circulando favorece até a receita de impostos.

Melhoria
Desde a gestão de Juraci Magalhães o pessoal da Secretaria de Educação de Fortaleza não era brindado por um ajuste para melhor – um upgrade, como se diz no jargão tecnológico – nas instalações da repartição. Pois bem: o prefeito José Sarto (PDT) inaugurou ontem as salas recuperadas e com novo mobiliário da Pasta. O serviço começou ainda na administração de Roberto Cláudio.

Uns e outros
Começa amanhã a nova temporada de sessões presenciais da Câmara Municipal de Fortaleza, agora com formato híbrido – parte dos vereadores no plenário e outra parte em ambientes distintos, como os gabinetes e as casas onde moram. “Para que essa retomada ocorra de forma segura, a Casa tem estabelecido um rígido protocolo de acesso das pessoas na sede do Poder Legislativo”, diz o presidente, Antônio Henrique (PDT). Seria ótimo de isso ajudasse a conter projetos clonados.

Telinha
A minha série Coluna da Hora recebe hoje (terça-feira, 01.06), no Instagram (@robertoamaciel), o médico e pesquisador João Flávio Nogueira, um craque na História de Fortaleza. Nosso bate-papo começa às 18 horas.

Podcast
Todas as entrevistas da Coluna da Hora também estão disponíveis em podcasts nas principais plataformas de áudio, como Spotify e Anchor.

Você pode escolher outros conteúdos e outras plataformas:

BREAKER https://www.breaker.audio/coluna-da-hora-roberto-maciel

GOOGLE https://www.google.com/podcasts?feed=aHR0cHM6Ly9hbmNob3IuZm0vcy81Nzk0NGNlMC9wb2RjYXN0L3Jzcw==

RADIOPUBLIC https://radiopublic.com/coluna-da-hora-roberto-maciel-G4OwnD

SPOTIFY https://open.spotify.com/show/7K2jicVkzRVoePNumXUTIw

Deixe opinião
O leitorado pode fazer contato com o Portal InvestNE e com a Coluna do Roberto Maciel. O e-mail é portalinvestne@gmail.com e o número de WhatsApp é +55 85 99855 9789.

Deixe uma resposta