Entidade de empresas de eventos cria no Ceará fundo para apoiar iniciativas virtuais

A Associação Brasileira de Empresas de Eventos no Ceará (Abeoc-CE) criou o fundo “Abeoc Vai Dar Certo”, iniciativa que visa viabilizar patrocínios para eventos corporativos virtuais, em meio on-line para os associados que sofrem com a crise causada pela pandemia de Covid-19 no Estado.

Segundo dados do Sebrae, somente o setor de eventos corporativos gera 7,5 milhões de postos de trabalho no Brasil, representando 4,3% do PIB e ainda gerando cerca de R$ 49 bilhões em impostos. Entretanto, com o advento da pandemia, o setor foi duramente atingido, completando mais de 14 meses com quase 100% das empresas reduzindo ou parando suas atividades.

O Governo do Estado tomou algumas medidas de apoio, como auxílio financeiro para os profissionais do setor de eventos, isenções de impostos, lançamento de um edital no valor de R$ 4 milhões para eventos corporativos virtuais, entre outras, mas o desafio ainda é enorme e as dificuldades persistem para as empresas de eventos no Ceará.

Diante desse quadro, a Abeoc-CE buscou alternativas para amenizar o impacto socioeconômico causado pela pandemia às empresas do setor e seus trabalhadores e propôs iniciativas visando formas de preservar um setor estratégico para o desenvolvimento econômico, cultural e turístico do Ceará. O Fundo “Abeoc Vai Dar Certo”, idealizado pela presidente da Associação, Enid Câmara, e assessorado pelo consultor Josbertini Clementino, foi constituído por meio de doações de amigos, empresas e lideranças empresariais, e os associados podem ter acesso por meio da solicitação de patrocínio financeiro e apoio de serviços como a infraestrutura dos eventos a serem realizados. Em contrapartida, os eventos patrocinados dão visibilidade as marcas dos doadores do fundo, bem como da Abeoc-CE.

Nos meses de maio, junho e julho, o Fundo já assegurou apoio para seis eventos corporativos virtuais, por meio de chamadas informativas direcionadas aos associados, e pretende apoiar mais eventos ao longo de 2021.

Para Leonardo Araripe, diretor da E+ Assessoria em Eventos, a pandemia tem dificultado que as empresas mantenham seus negócios. “A principal dificuldade foi e é manter o negócio ativo. A Receita caiu cerca de 60% e o desafio de permanecer atuando é gigantesco. A iniciativa do fundo é sensacional, não só por movimentar a rede de associados e o setor de maneira geral, mas também por chamar a atenção do mercado e do setor produtivo para a nossa atividade. Fazer evento é importante para o seu negócio se relacionar com o público e nós estamos aqui, até na crise, para te ajudar. O Fundo é na verdade uma ação colaborativa. As empresas doam recursos, a gente, enquanto organizador de evento e associado, movimenta a engrenagem, se anima, se relaciona e num futuro breve colheremos frutos juntos”.

A presidente da Abeoc-CE, Enid Câmara, ressalta que “para tanto é importante que mais amigos e benfeitores possam efetuar doações junto ao Fundo para a dinamização do setor nesse momento difícil e desafiador, ao tempo que registramos nossos agradecimentos as empresas Qair e Grupo Marquise, bem como aos amigos e empresários Armando Abreu, Carlos Maia, Clovis Nogueira, Francisco Santana e José Carlos Pontes pelas doações já realizadas”.

No mês de maio, o Fundo lançou uma nova chamada visando a patrocinar mais eventos dos associados no mês de junho e julho de 2021, que além do apoio financeiro, será ofertado apoio na infraestrutura para realização dos eventos virtuais como equipamentos e diárias de estúdios.

Deixe uma resposta