Fecomércio do Ceará une moda e tradição em parceria com estilista Ronaldo Fraga

A tradição de um território é marcada pela vida de seu povo, entre saberes e fazeres, que perpetuam de geração em geração. Berço de uma cultura própria, a região do Cariri cearense, localizado a 500km de Fortaleza, tem cores, danças, trajes, festas, histórias e ícones únicos, que representam um legado vivo. Nesse cenário de riquezas naturais e culturais, o Sistema Fecomércio, por meio da atuação do Sesc e do Senac, tem uma ampla experiência no Cariri com incentivo ao desenvolvimento econômico e social da região.   

A partir da união entre as ações do programa de cultura do Sesc e o segmento de moda do Senac, surge a Collab dos alunos e profissionais do Senac com o estilista Ronaldo Fraga, um dos principais percussores no que se refere à moda com DNA brasileiro. O projeto consiste no planejamento e criação da coleção de moda “Terra de Gigantes”, inspirada nos Museus Orgânicos e Mestres da Cultura do Cariri. O lançamento dessa Collab será em 23 de junho, na abertura da Edição N° 51 do São Paulo Fashion Week, apresentada via streaming para o mundo. 

O processo criativo aconteceu através de reuniões semanais de forma remota, nas quais os alunos, instrutores e o estilista compartilharam pesquisas e técnicas para a construção da coleção. Mesmo à distância, devido ao cenário de pandemia, os alunos expressaram suas vivências da região para contextualizar o artista, que ouviu todas as colaborações e sugestões em um rico intercâmbio de experiências.  

Com uma marca registrada em seus desfiles que estabelecem um diálogo entre cultura brasileira com o mundo contemporâneo, Ronaldo Fraga chega ao Ceará para a etapa final da Collab com o Senac e o Sesc, reconhecendo o território de tradição e cultura que protagonizam a coleção. O estilista tem em sua trajetória projetos com foco na reafirmação cultural de pequenas comunidades em diferentes regiões do Brasil. Agora, chegou a vez do Cariri Cearense.  

“Desde o princípio tínhamos como ponto de partida e tema gerador do projeto os Museus Orgânicos dos Mestres de Cultura Tradicional do Cariri. Adentramos nesse mágico e 

fascinante universo por diferentes vias: pesquisas, referências, imagens, histórico, conversas e debates e principalmente visitando alguns desses lugares, fotografando, conversando com os mestres” afirma Ariane Morais, Instrutora e Consultora de Moda Senac Cariri.  

Cariri tá na Moda 

Inserindo os Museus Orgânicos como referência na coleção de moda, o Sistema Fecomércio tem como propósito fortalecer a moda autoral e a cultura do Cariri, de acordo com Isaac Coimbra, Gerente de Negócios Estratégicos do Senac Ceará, aliando uma perspectiva de vida melhor para seu povo nos aspectos turístico, econômico, social e cultural.  

“Queremos estimular a valorização da moda do sertão que tem uma marca registrada. Existe na região uma forte influência das costureiras que formaram uma identidade ao longo dos anos e que com o tempo foi se perdendo. Essa criatividade é uma herança cultural que merece ser resgatada pelas novas gerações”, pontua.  

Essa construção proporciona vivências reais para os alunos através de projetos integradores e de projetos importantes como as Collabs com estilistas e a participação nos maiores eventos de moda da América Latina. Nesse ritmo, o Senac Cariri passa a se tornar uma referência no segmento da Moda Autoral, apresentando o Cariri ao mundo através da Moda. 

Essa será a segunda vez que o Cariri irá brilhar nas passarelas do maior evento de moda do Brasil e mais importante da América Latina, o São Paulo Fashion Week. Em 2019, com a coleção SerTão Cariri em uma colaboração do Senac Ceará com a marca de jeanswear Amapô, a parceria levou traços marcantes da região cearense para o desfile. Também em 2019, a moda autoral caririense, estimulada pelo Senac, ganhou espaço de destaque no Dragão Fashion Brasil, maior encontro de moda autoral da América Latina, com a coleção cápsula Cariri Visceral, idealizada pelos alunos do curso de Costureiro, Modelista e Figurinista do Senac Cariri.  

Memória e legado  

Com forte presença na região do Cariri, o Sesc atua na valorização dos Mestres da Cultura, definidos como “Tesouros Vivos da Cultura”, detentores de conhecimentos e ensinamentos em diversas áreas como da tradição popular. Sempre presentes na programação da instituição, também protagonizam o projeto Museus Orgânicos, uma parceria do Sesc com a Fundação Casa Grande, que ressignifica a casa dos Mestres, transformando-as em lugares de memória afetiva com possibilidade de visitação e movimento do turismo local a partir de um acervo material e também humano. 

Retratam um vínculo entre o legado histórico do saber dos Mestres da Cultura e onde nasce e reside a tradição: suas origens e vivências do cotidiano. Objetos pessoas, fotografias, vestimentas, instrumentos e tudo que marca o dia a dia e consolida as manifestações tradicionais são algumas das características que denotam os espaços chamados de Museus Orgânicos dos Mestres de Cultura Tradicional do Cariri. No total, 8 museus orgânicos configuram atualmente uma rota de saberes. 

Elane Lavor, gerente do Sesc Juazeiro do Norte, acredita que essa é uma excelente oportunidade para fazer um intercâmbio de ideias e saberes entre mestres e artistas, o que despertará o interesse de um novo público pela região. “Com essa parceria, vamos conseguir alcançar muito mais pessoas, levando nossa cultura para o mundo através do segmento da moda. E esse é o nosso papel, fomentar a tradição popular e unir forças para não deixar essa sabedoria morrer. O público vai perceber o quanto o simples é bonito, rico e agregador”, diz.  

Entrelaçando o resgate das tradições com a originalidade da moda do Cariri, o Senac Ceará, estimula o crescimento da região a partir do ensino profissionalizante. Segundo Cristiano Saraiva, Gerente do Senac Cariri, toda riqueza histórica com combinações de cores fortes, inspirou o Senac a incentivar a moda autoral, promovendo a criatividade dos alunos para apresentar esse patrimônio cultural nas principais passarelas de moda do país.  

Deixe uma resposta