Fintechs se unem e antecipam a conquista de objetivos para clientes

A Grão, fintech de micro investimento no Brasil,  por meio da parceria com a Cacau Crédito, empresa que oferece a troca de recebíveis e capital de giro para micros, pequenos e médio negócios, passou a oferecer crédito pessoal para os clientes que guardam dinheiro com frequência no app como uma forma de antecipar a conquista dos seus objetivos.

Funciona assim: quem tem um objetivo como carro, por exemplo, terá como conquistar isso em menos tempo. A aprovação na antecipação de crédito será válida para os clientes que já guardam dinheiro no app com frequência. Ou seja, a Grão em conjunto com a Cacau, antecipa uma parte do valor necessário conforme a capacidade de poupar do cliente e a pessoa continuará poupando – mas com o sonho já em mãos. 

1 ano de Pandemia

Desde o início da pandemia, a Grão ampliou a oferta de serviços além da função de investimento, como a conta digital, que foi uma alternativa para pessoas que não possuíam os requisitos para ter uma conta em bancos convencionais, e agora proporcionará essa antecipação para realizar um objetivo. 

“É gratificante possibilitar essa autonomia financeira para os brasileiros. No cenário que estamos vivendo, os nossos clientes têm necessidade de gerenciar a sua renda para ter uma reserva financeira ou ter acesso ao crédito. É aí que a Grão entra”, diz Monica Saccarelli, CEO-Fundadora da Grão.

“Para a Cacau, é uma boa maneira de estrear no mercado de microcrédito para pessoas físicas. Já ajudamos 210 empreendedores de diversos setores de maneira rápida, sem burocracia e com as melhores taxas do mercado. Agora, é a vez de ajudar as pessoas a realizarem seus sonhos com responsabilidade e continuar a poupar”, afirma João Meinberg, sócio e fundador da Cacau ao lado de Frederico Meinberg. Frederico também é sócio da Grão.  

Para Caio Afonso Carrijo Ramos, cliente da Grão, o microcrédito veio em ótima hora. “Consegui antecipar a utilização da minha reserva de emergência, que faço desde o começo da pandemia. Minha mãe teve Covid-19, então para custear tratamentos e remédios, foi ótimo conseguir esse recurso. O apoio da Grão com esse novo serviço fez a diferença neste momento”, destaca.

Deixe uma resposta