Família investe na energia solar e ajuda a desenvolver mercado fotovoltaico no Brasil

Em 2009, Nelson Colaferro Jr. começou a prestar atenção no setor de energia. Ele tinha um negócio bem-sucedido no segmento automotivo, mas buscava outra área para empregar esforços como empreendedor.

Naquela época, ainda se falava pouco no Brasil a respeito da geração de energia limpa. Porém, os apagões ocorridos em 2001, 2002 e em 2009, bem como outros entre 2011 e 2014, assim como os sucessivos reajustes nas tarifas de energia e as discussões sobre a questão ambiental abriram espaço para a discussão sobre outras formas de gerar e consumir energia no país. A geração de energia no ponto de consumo já caminhava a passos largos nos Estados Unidos e em países da Europa, então, Colaferro resolveu pesquisar o mercado e as tendências para o futuro. Seus filhos, José Renato e Luis Otávio embarcaram nos estudos.

“Viajamos pelo mundo para conhecer as principais tendências do setor e visualizar o que estava ocorrendo no exterior. Concluímos que aquele grande movimento visto em outros países ocorreria cedo ou tarde no Brasil, então, decidimos investir todo o nosso tempo e nossas carreiras no negócio, que acreditávamos ser tão promissor”, afirma o executivo.

Nelson Colaferro Jr. e seus filhos retornaram ao Brasil com a certeza de que deveriam investir nessa oportunidade de negócio e fundaram a Blue Sol Energia Solar. Por aqui, no entanto, era preciso criar cultura, vencer a barreira dos preços – os equipamentos e a tecnologia ainda eram caros por aqui – e criar um mercado no Brasil.

No início, a empresa fazia a importação, distribuição e revenda de equipamentos para sistemas fotovoltaicos. No entanto, observando o mercado, os sócios entenderam que poderiam contribuir com muito mais para o desenvolvimento do setor no Brasil. Foi então que, em 2011, passaram a oferecer cursos para capacitação de empreendedores e de mão de obra.

Hoje, com 11 anos de atividades e pioneirismo, a Blue Sol Energia Solar atua em três frentes: desenvolvimento de projetos e instalações comerciais, residenciais e rurais de sistemas de energia solar fotovoltaica com conexão à rede; capacitação, cursos e treinamentos na área para empreendedores e formação de mão de obra; além da expansão pelo sistema de franquias, que está em forte ascensão.

Todos esses movimentos levaram a empresa a atuar nacionalmente. Já são mais de 18 mil profissionais capacitados pela Blue Sol Energia Solar que estão atuando no mercado. Além disso, a empresa já contabiliza mais de 4 mil sistemas fotovoltaicos comercializados e conectados à rede, bem como mais de 70 unidades franqueadas, entre abertas e contratadas, presentes em todos os estados brasileiros. A meta, de acordo com os sócios, é finalizar 2021 com 330 franquias da rede de energia solar em todo o país.

“Destacamos como nosso diferencial ter formado e continuar formando novos profissionais e empreendedores na área e, possivelmente, até concorrentes. Pode parecer absurdo, mas é dessa maneira que conseguimos construir e desenvolver o setor de energia solar fotovoltaica e expandir fronteiras a partir de uma grande rede de contatos. Com mais profissionais e empreendedores, a tecnologia se torna cada vez mais conhecida, aumentando, assim, a demanda por sistemas. Somos pioneiros no mercado de energia solar fotovoltaica e atuamos ativamente junto aos órgãos do setor no cenário brasileiro, como Absolar e órgãos oficiais. Apesar de ser um mercado relativamente novo, a Blue Sol atua desde o princípio e tem muita qualidade e expertise no que faz”, conta Nelson Colaferro Jr.

Deixe uma resposta