Agile Marketing: uma estratégia de otimização para o seu negócio

Artigo de Ari Lisjak, CEO da Isource Marketing:

Responda rápido: sua equipe ainda desenvolve planos de marketing anuais? As reuniões duram mais de 50 minutos? Se você respondeu sim pra uma dessas perguntas, você precisa continuar lendo este artigo. Vou mostrar pra você como fazer marketing de um jeito ágil, com uma estratégia que promete trazer mais eficiência, rapidez e produtividade ao seu negócio.

Adaptar-se às mudanças, trabalhar colaborativamente e aprender com o fracasso são alguns dos princípios do Agile Marketing, uma filosofia que começou há quase uma década e recentemente se tornou uma necessidade para as empresas com a chegada da Covid-19.

O 3º Relatório Anual sobre o Estado do Marketing Ágil trouxe números interessantes sobre o impacto da ferramenta no mercado de trabalho. Para se ter uma ideia, a adoção da metodologia saltou de 32% em 2019 para 42% em 2020.

Os profissionais que trabalham com essa metodologia na empresa lidam melhor com o ritmo acelerado que é cada vez mais comum nas organizações. Além disso, estão mais alinhados, tanto na estratégia quanto na visão de negócios. Além do mais, os funcionários são mais propensos a aproveitar as novas oportunidades.

Existem vários motivos pelos quais os profissionais de marketing adotam a metodologia ágil em sua rotina. Para 58% dos especialistas, a ferramenta é indicada porque tem o poder de melhorar a produtividade no trabalho. 54% deles acreditam que otimiza a capacidade de gerenciar prioridades em mudança.

Pela nossa experiência na indústria de marketing, vemos como alguns clientes geram várias campanhas ao mesmo tempo e de forma automatizada, mostrando que uma metodologia ágil que melhora velocidade, previsibilidade, transparência e adaptabilidade deve ser uma prioridade.

A seguir, listamos sete ideias a serem levadas em consideração ao adotar uma abordagem na área de Agile Marketing:

  1. Crie uma equipe de marketing pronta para atacar

Reúna um pequeno grupo de pessoas talentosas que trabalham rapidamente e possuem habilidades multifuncionais. Por exemplo, se for um projeto de campanha de e-mail marketing, a sala deve incluir um redator, um designer de UX, um programador e um estrategista de marketing. Suas responsabilidades incluem a execução colaborativa de testes A / B para encontrar o melhor caminho criativo e narrativo para o sucesso de suas campanhas de e-mail marketing.

  1. Escolha ferramentas que melhorem a comunicação e a eficácia da equipe

É fundamental contar com ferramentas e processos eficazes que ajudem a fortalecer a comunicação e a sinergia entre as partes interessadas da área. Algumas dessas ferramentas podem ser Asana, Monday, BaseCamp, para citar alguns.

  1. Priorizar hipóteses sobre opiniões e convicções

O marketing é uma área puramente intelectual e criativa, o que o torna intrinsecamente complexo e não linear. Portanto a sua execução deve ser realizada através de um processo de feedback de táticas e estratégias que contemple a implementação, medição e aprendizagem contínua.

  1. Colaboração com foco no cliente

Não é segredo que o marketing deve estar focado nas necessidades do cliente, por isso a tomada de decisão deve estar sempre focada neles, de forma integral – não isolada – ou nunca de uma posição hierárquica.

  1. Desenvolva campanhas adaptáveis ​​mais como “mega-campanhas”

Pensar em pequenas estratégias e executá-las rapidamente em um esquema não linear e adaptativo é altamente conveniente. Por exemplo, o teste A / B fornece informações valiosas para um conhecimento real dos clientes e permite ajustar o planejamento de acordo com o que realmente funciona.

  1. Descubra o cliente sem previsões estáticas

Levando em consideração o foco adaptativo, é possível conhecer os clientes de forma dinâmica por meio de suas interações.

  1. Planeje de forma flexível e contínua

Não há nada de errado em planejar quando se pensa em mudanças. Por exemplo, quando um projeto inclui uma alta carga de criatividade em ambientes complexos e mutáveis, os planos rígidos são especulativos e não refletem a realidade, portanto, não agregam valor.

Mas, como surgiu a metodologia de Marketing Agile?

A metodologia ágil como a conhecemos remonta a 2001, em resposta às abordagens em cascata de gerenciamento de projetos, que são normalmente organizadas como uma série de sequências lineares. Consequentemente, um grupo de desenvolvedores de software escreveu o Manifest for Agile Software Development, com uma nova abordagem para o desenvolvimento de software que inclui quatro características fundamentais:

· Pessoas e interações antes de processos e ferramentas

· O software em operação, antes da documentação exaustiva

· Colaboração com o cliente antes da negociação contratual

· A resposta à mudança, em vez de adesão a um plano

Estudo de caso: Banco latino-americano adota metodologia ágil

Uma empresa do setor financeiro do Equador decidiu iniciar seu processo de adoção da agilidade com a Isource Marketing, para melhorar sua posição no setor financeiro. A entidade começou com a incorporação das metodologias em seu time de inovação, formando times ágeis que geraram novos produtos e serviços para atender com mais eficácia as necessidades de seus clientes.

No entanto, eles encontraram um gargalo interno: os tempos de resposta e a qualidade dos resultados de marketing – uma etapa fundamental para o projeto – não eram os esperados. Por esse motivo, decidiram contratar nossos serviços com o objetivo de entender e traçar estratégias a situação atual da equipe, criando o caminho ideal na adoção do marketing ágil, que consistia em cinco fases: Identificação e assessoria, solução, treinamento ao Área de marketing, adoção e avaliação / otimização.

Deixe uma resposta