Cinco milhões de alevinos serão distribuídos em 850 reservatórios públicos do Ceará

Começou a edição 2021/2022 do Projeto de Peixamento dos Açudes Públicos do Estado do Ceará. Com a finalidade de atender mais de 10 mil pescadores artesanais e cerca de 51 mil famílias que vivem nas proximidades dos maiores reservatórios públicos, o Governo do Ceará distribuirá cinco milhões de alevinos em 850 reservatórios de todo o Estado. A ação foi iniciada no município de Pacajus.

Executado pela Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), o projeto realizou a primeira entrega desta edição em Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza, pela manhã, com o repovoamento de 40 mil alevinos de tilápia no reservatório Beira Açude. A solenidade foi transmitida pelas redes sociais, sem a presença de público, em decorrência dos protocolos contra a COVID.

“O governador Camilo proporciona emprego e oportunidade de renda aos pescadores artesanais com o investimento de R$ 542.719,14. Devemos produzir 1.225 toneladas de peixes/ano, oriundos da pesca extrativista, gerando uma renda estimada de R$ 6.125.000 para o Estado do Ceará. Destaco também a sensibilidade do executivo quando na última semana obteve da Assembleia a aprovação do Projeto de Lei para instalar no Ceará a Política de Fortalecimento da Renda e do Trabalho da Pesca Artesanal no Estado do Ceará”, destacou o secretário executivo da SDA, Thiago Ponte.

O vice-prefeito de Pacajus, Francisco Fagner, que também já foi pescador, destacou o impacto na vida dos pescadores artesanais. “Em meio a este momento delicado pelo qual todos passamos, é uma satisfação estar recebendo o lançamento desta política pública que proporcionará em breve um peixe grande em curto período. É mais alimentação, renda e recursos para os pescadores”, destacou o gestor.

Do total de espécies a serem distribuídas, quatro milhões serão alevinos de Tilápia e um milhão de outras espécies, dentre carpa, curimatã e tambaqui, peixes comuns nos açudes do Estado. São aptos para receberem o projeto os reservatórios estaduais, municipais, comunitários e de áreas de assentamento, que estejam com volumes aceitáveis de água, que possam propiciar um aumento de produção pesqueira.

Para receber o Projeto de Peixamento 2021/2022, prefeituras, associações, sindicatos e colônias de pescadores interessadas podem apresentar solicitação, com informações de seus dados, como nome e capacidade de armazenamento. O pedido deve ser feito na sede da SDA, por ofício, ou pelo email peixamento.sda@sda.ce.gov.br.

Deixe uma resposta