Startup cria teste de potencial de imunidade para #covid19

O laboratório de biotecnologia DNA Consult acaba de anunciar o lançamento de seu novo produto: o Covid Imuniza, um teste que consegue identificar anticorpos neutralizantes de covid-19. O exame é destinado a pessoas que foram infectadas diretamente ou àquelas que já tomaram as duas doses da vacina contra o vírus. O novo teste poderá ser coletado pela amostra de sangue tanto no laboratório, como pelo próprio paciente em sua casa.

Diferentemente do exame de RT-PCR ou PCR em Tempo Real, que identificam o vírus ativo, o teste de anticorpos neutralizante consegue detectar a resposta imunológica do paciente que já teve contato com vírus, seja por infecção natural ou vacina. O Covid Imuniza também difere dos diagnósticos sorológicos que só reconhecem anticorpos, mas não conseguem identificar a capacidade destes anticorpos barrarem a entrada do vírus no corpo do paciente. 

“O teste de RT-qPCR detecta infecção aguda. Os testes existentes atualmente (IgG e IgM) para detecção de anticorpos contra SARS-CoV-2 detectam a presença de anticorpos com ação indireta ao vírus, mas não são capazes de distinguir anticorpos com função direta no vírus. Já o teste Covid Imuniza identifica o anticorpo anti-spike, cuja função é impedir que o SARS-CoV-2 penetre na célula e causa a infecção”, explica o Prof. Dr. Euclides Matheucci, diretor científico e co-fundador da DNA Consult. 

O exame de anticorpos neutralizante já é aprovado pela Anvisa e FDA (dos EUA) e vem como mais uma ferramenta de controle da disseminação do vírus. Ainda sim, é importante manter as normas de restrição e isolamento. “O teste de anticorpos neutralizantes, assim como outros testes para covid-19, não deve ser interpretado como indicação de certeza de imunidade ao vírus, mas uma potencial imunidade”, assegura Matheucci.

“O distanciamento social não está associado à resposta imunológica do indivíduo, mas ao poder de transmissão da variante e estágio de evolução da infecção. O teste Covid Imuniza avalia quantitativamente a presença de anticorpos específicos, não a presença do vírus e estágio de infecção, não sendo possível correlacionarmos esse resultado com a taxa de transmissão do paciente. Independente do resultado do exame, um teste de diagnóstico deve ser realizado para identificar a presença do vírus e, em caso positivo, o distanciamento e afastamento devem ser respeitados”, completa o professor.  

O exame está sendo oferecido a empresas e convênios parceiros do laboratório e está disponibilizado aos clientes finais desde 14 de junho. Para planos de saúde e grupos corporativos, os valores do exame poderão ser negociados e consultados diretamente com a DNA Consult.

Deixe uma resposta