Agenda do CCBNB inclui lançamento virtual de livros de prosa e poesia

Vencedora do Prêmio Machado de Assis na categoria melhor romance brasileiro de 2015, a autora cearense Tércia Montenegro lança a sua nova obra literária, Em Plena Luz, na programação virtual do Centro Cultural Banco do Nordeste, nesta quinta-feira, 29 de julho, às 20h.
Em Plena Luz é um livro sobre fugas, violência, arte e o poder transformador do amor, na Paris dos atentados terroristas de 2015. Neste romance, Lu, uma fotógrafa e escultora, foge para a França após separar-se de Zeno, homem estranho que aluga limusines. Ela encontra-se em Paris quando ocorrem os atentados à boate Bataclan e ao restaurante Petit Cambodje.

Lu tem um relacionamento com um homem que encontra ao acaso, Étienne, um matemático vibrante, efusivo, recluso, cuja obsessão compulsiva por limpeza torna a vida extenuante. De volta a Fortaleza, sua cidade de origem, Lu é procurada por Caio, jornalista com quem se envolve amorosamente e a quem concede entrevistas sobre a experiência de assistir aos atos de terror.

A autora Tércia Montenegro nasceu em 1976, em Fortaleza, onde vive atualmente. É fotógrafa e professora da Universidade Federal do Ceará. Seu primeiro romance, Turismo para cegos, publicado pela Companhia das Letras, foi selecionado pelo Programa Petrobras Cultural e recebeu o prêmio Machado de Assis, da Biblioteca Nacional, de melhor romance brasileiro de 2015.

Partilhas Poéticas

A programação literária da semana prossegue com Clariça Ribeiro e Porcina Furtado (Sousa – PB), na sexta-feira, 30, às 20h. A partilha poética em questão traz as autoras sertanejas contando um pouco sobre suas referências literárias e o fazer poético.

Clariça, com base no seu livro “Ecos do Céu da Boca”, publicado em 2021, versará sobre poemas que perpassam as temáticas da autodescoberta, da criação poética, das múltiplas violações que atingem especialmente a vida de mulheres e meninas, do amor em suas diversas expressões e possibilidades, do tempo com suas pausas, despedidas e reencontros e os processos de ruptura das mulheres com as determinações patriarcais que aprisionam e mutilam suas existências. Tudo isso mobilizado a partir de um “eu lírico” bastante lúcido e sensível tanto ao sagrado quanto ao profano.

Numa sintonia literária, Porcina, em seu livro de estreia, denominado “ilha perdida”, também publicado em 2021, demonstrará que o processo de escrita acontece a partir do olhar a vida, ouvir, observar o que ocorre ao redor, num movimento puro que começa na busca e no desejo da escrita.

Clariça Ribeiro é natural de Limoeiro do Norte (CE) e residente em Sousa (PB). Docente do curso de Serviço Social da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), com doutorado em andamento pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Porcina Furtado é natural de Sousa (PB), onde reside. Poeta, atriz, produtora cultural, professora, graduada em Letras pela UFPB, especialista em Gestão Escolar pelo IFRN.

Veja a programação completa desta semana:

Dia 29, quinta-feira
Oficina de Formação Artística
16h – Figurinos criativos
Troca de Ideias
18h – Trajetória Cinematográfica: Taciano Valério
Literatura
20h – Livro: Em Plena Luz

Dia 30, sexta-feira
Artes Cênicas – Teatro
16h – Autópsia – Monólogo performático sobre vida e obra de Augusto dos Anjos
Música Vocal
18h – Ítalo Azevedo
Literatura
20h – Partilhas Poéticas: entre ilhas e ecos

Dia 31, sábado
Literatura
14h – Álbum de figurinha: Fortaleza a Pé II – Praças e Monumentos
Artes Cênicas – Dança
16h – Você é humano, certo?
Especial
18h – Especial 23 anos do CCBNB Fortaleza
Ação Hip Hop
20h -Rebuliço cultural.

Dia 1º, domingo
Cinema – Longametragem
16h – As Encantarias de Juazeiro do Norte
Música Vocal
18h – Naldinho Braga e o Carro de Lata
Criança e Arte – Contação de Histórias
20h – A História de Amor e Paixão de Maria Fogueira e Zé Balão e Outros Contos de São João

Deixe uma resposta