Investidores independentes se unem e obtêm benefícios em negociações

Um grupo de investidores e operadores independentes, com grande experiência no mercado financeiro, deu mais um passo, no último domingo, dia 25, para ampliar sua atuação e buscar novas adesões em suas plataformas voltadas principalmente para a educação de pessoas interessadas em conhecer e investir na Bolsa de Valores.

O Special Squad Traders (SST), que nasceu em 2016 e reúne esses investidores, é pioneiro no Brasil em seu modelo de atuação e hoje tem mais de 300 mil seguidores em suas redes sociais. A corretora Modalmais, uma das maiores do mercado, com uma base de mais de 1,1 milhão de clientes, é uma das parceiras do SST.

O SST lançou suas novas plataformas, remodeladas e mais amigáveis, e um aplicativo, destinado tanto aos iniciantes do mercado, como aos que já conhecem as principais operações disponíveis aos investidores. Desde este primeiro evento, o prospecto de lançamento, registrado em vídeo, já teve mais de oito mil visualizações.  

“Nosso objetivo principal é tentar transformar amadores em profissionais do mercado, por meio de cursos à distância, e sempre buscar as melhores taxas e ambientes para as negociações”, afirma Eduardo Garufi, um dos sócios da SST e trader com larga experiência no mercado. A SST tem hoje o maior EAD gratuito sobre Bolsa de Valores do Brasil, com 100 mil participantes ativos.

O novo aplicativo, também gratuito, estará disponível como mais um instrumento aos investidores. Além dos cursos gratuitos, o SST oferece aulas pagas a profissionais do mercado mais experientes. João Homem, fundador e sócio do SST e um dos responsáveis pela união dos investidores independentes, lembra que um dos segredos do crescimento do grupo foi as baixas taxas de corretagem obtidas nas negociações, o que “levou a Modalmais a nos procurar para uma operação conjunta”.

Segundo João Homem, “nosso modelo, que culminou na parceria com a Modalmais, é pioneiro no país, sendo referência em outros países do mundo”. Ele enfatiza que o modelo de negócios proposto pelo SST tem sido impulsionado pelo cenário macroeconômico favorável, onde as baixas taxas de juros têm estimulado as pessoas a buscarem investimentos mais rentáveis no mercado de capitais. “Cada vez mais pessoas têm buscado formas de evoluir em educação financeira, indo se cadastrar na B3, com o objetivo de melhorar suas performances no mercado de ações. Nossa proposta é justamente atender às demandas desse público, educando e direcionando seus investimentos para resultados cada vez melhores”, explica.

Na opinião do CEO da Modalmais, Rodrigo Puga, a parceria da corretora com o SST “foi fundamental para o nosso crescimento nos últimos anos. Os milhares de investidores que incorporamos à carteira da corretora aumentaram nosso poder de negociação nas  operações e ajudaram a formar a nossa base de 1,1 milhão clientes”.

Deixe uma resposta